Fórum Tag

O Brasil ainda precisa achar seu próprio caminho, criar seu próprio conceito de economia criativa e descobrir como desenvolver esse segmento. Com o Seminário Cultura como elemento transformador da sociedade, promovido pela Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis e pela Federação dos Municípios de Santa Catarina (Fecam), o Estado deu os primeiros passos no sentido ampliar e discutir o tema.
O 2º Circuito Estadual de Cinema Infantil, que levará a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis para a maioria dos municípios catarinenses, foi lançado na segunda-feira, 28. Na ocasião, a diretora da Mostra, Luiza Lins, preparou mais de 200 gestores culturais para que realizem o evento em suas cidades no mesmo período em que acontece na capital do Estado, de 29 de junho e 15 de julho.
A busca de aspectos singulares é uma forma de desenvolver uma economia criativa nas cidades. O mundo globalizado procura o que é diferente. A cultura é a matéria-prima da criatividade. O ponto de vista é de Ana Carla Fonseca Reis, uma autoridade em economia da cultura, economia criativa e cidades criativas. Ana fez a palestra de abertura no primeiro dia do Seminário Cultura como elemento transformador da sociedade, no SESC Cacupé, em Florianópolis, promovido pela Mostra de Cinema Infantil em parceria com a Federação dos municípios de Santa Catarina (Fecam), com mais de 270 participantes de todo o Estado.
festival no RioNo início de Setembro aconteceu no Instituto Moreira Salles, no Rio de Janeiro, o Fórum Pensar a Infância. Participaram da mesa do debate sobre políticas para o cinema infantile Sérgio Sá Leitão (Diretor-Presidente da RioFilme), Glauber Piva (Diretor da ANCINE), Luiza Lins (Diretora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis), Carlos Eduardo Rodrigues (Globo Filmes) na mesa, moderação de Carla Camurati e com participação de figuras importantes para a identidade do cinema infantil nacional como Maurício de Souza e Ziraldo.
Produtores, diretores e distribuidores de audiovisual reivindicam que o governo repasse ao cinema infantil 20% dos investimentos públicos destinados à produção audiovisual. Um documento assinado por 50 profissionais de todo o país durante a 7ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis será encaminhado à ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, também presidente do Conselho Superior de Cinema (CSC). O CSC é um órgão da Casa Civil da Presidência da República que formula a política nacional do cinema.
A 7ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis promove nesta sexta, 11 de julho, o 2º Fórum de Políticas Culturais voltadas para a Infância. Especialistas em várias áreas de atuação vão debater a apropriação das mídias pelas crianças, a democratização e o uso do audiovisual nas escolas, proposto em projeto de lei pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF). Há pouco mais de um mês o senador apresentou um PL que obriga escolas da rede pública a utilizar produções brasileiras em sala de aula.
O 4º Encontro Nacional do Cinema Infantil, realizado neste sábado, 28, no Hotel Majestic, em Florianópolis, contou com a participação especial de Annette Brejner, diretora do Fórum de Financiamento do BUFF FilmFestival de Malmö, na Suécia, e do produtor Lennart Ström, que por 25 anos dirigiu o BUFF. Eles contaram como a Escandinávia se tornou uma das regiões de maior produção de filmes infantis do mundo. Também explicaram sobre o funcionamento dos diferentes fundos e sobre as co-produções internacionais com os países escandinavos. O Encontro faz parte da programação da 7ª. Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, que está inaugurando uma parceria inédita entre Brasil e Suécia.
Loading new posts...
No more posts

Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    logomarcas patrocinadores e realizadores
    Mostra de Cinema Infantil