Criador de Animágico na sessão do filme na Mostra

Paulo Henrique Aragão10 alunos, 10 encontros, 6 horas para cada encontro, 6 horas e 600 fotos para cada minuto gravado, e um mês e meio de oficina. Quando se fala em “Pixilation” logo se pensa na paciência dos cineastas que se utilizam desta técnica. Profissionais pacientes como Paulo Henrique Aragão, diretor da série de curtas metragens “Animágico”, feita com dezenas de fotos por segundo, em uma oficina do Estado de São Paulo.

Paulo esteve na Sessão Diversidade Brasil deste sábado na 10ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis para acompanhar a exibição de um de seus três filmes selecionados para o festival deste ano. “Animágico” é resultado da oficina que ministrou na cidade de Taubaté, interior de São Paulo, uma das cidades do Estado que recebem o projeto que proporciona oficinas culturais de artes plásticas, fotografia, audiovisual, cultura digital entre outras.

O personagem Animágico é protagonista dos três vídeos: ”Animágico! O grande truque”, ”Animágico! O grande amor” e ”Animágico! Le grand finale”. Filmado com fotos de quadro a quadro, Animágico é um mágico cheio de truques e confusões em suas apresentações. Os filmes de Paulo e seus alunos concorrem com mais 74 curtas de todo Brasil na Mostra Competitiva. O resultado será anunciado neste domingo no encerramento da 10ª Mostra.

O criador de “Animágico” é formado em Rádio e TV e foi o professor do curso que produziu os curtas. Ele explica que os participantes eram todos iniciantes. Em função da pouca experiências dos alunos, foi o próprio Paulo quem criou a história e roteiro e a produziu com ajuda dos alunos. “Eles se dedicaram muito, a ponto de agendarem dias extras para terminar o trabalho”, diz Paulo.
 



Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    Mostra de Cinema Infantil