Ziraldo faz discurso sobre educação antes da sessão de lançamento de “Uma professora muito maluquinha”

ZiraldoAntes de começar a sessão de pré-estreia de Uma professora muito maluquinha, Ziraldo fez um discurso emocionado para mais de 700 pessoas que lotaram o Teatro Pedro Ivo na tarde de sábado.

O cartunista e escritor mineiro disse que não poderia perder a oportunidade de falar sobre a educação no Brasil para o público, formado por crianças, pais e professores. Ziraldo considera uma tortura tentar ensinar para as crianças a localizar o objeto direto ou indireto numa frase.

Para ele, o fundamental é motivar a leitura. “A partir da leitura, as pessoas também aprendem a dominar o nosso mais importante código de comunicação, a palavra”, diz Ziraldo.

O público teve uma reação emocionada após a sessão. Apesar da cópia exibida ainda necessitar de ajustes finais, os realizadores foram aplaudidos. André Pinto, que divide a direção do longa com César Rodrigues, disse que foi uma escolha feliz a atriz Paola de Oliveira para o papel principal. A indicação foi do produtor Diler Trindade.
Uma Professora muito maluquinha

O filme é ambientado nos anos 1940. Paola interpreta uma professora que trabalha com um aspecto indispensável para a educação, o entusiasmo, mas seu comportamento não agrada a maioria conservadora.

A professora Vanessa Felipe, professora de educação infantil, que estava presente na sessão, ganhou o livro O Menino Muito Maluquinho há 31 anos, quando a obra foi lançada. E no sábado, foi ao Teatro Pedro Ivo buscar um autógrafo de Ziraldo. Conhecedora de todas as obras do escritor, ele se considera uma profissional que adota as posturas da “Professora Muito Maluquinha” na sua prática pedagógica.



Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    [honeypot website]

    logomarcas patrocinadores e realizadores
    Mostra de Cinema Infantil