10º Circuito de Cinema Infantil, de 14 a 19 de junho.On-line e gratuito

O Circuito 2021 foi um sucesso! Mais uma vez cumprimos nosso objetivo de democratizar o acesso aos filmes exibidos na Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis e apoiar profissionais da educação. Clique no botão abaixo para assistir a programação gravada e os filmes disponíveis!

  • Inspire-se

    Profissionais reconhecidos nacionalmente debateram sobre temas atuais como escola, educação, cinema e as diversas infâncias, povos indígenas e descolonização do olhar.

  • Para contextos educativos

    São duas oficinas, uma de audiovisual ministrada pelo Coletivo Móbile Educacional e outra de animação, pelo Instituto Marlin Azul.

  • 14 a 19 de junho

    Filmes, oficinas de audiovisual e animação, conversas sobre vários temas atuais e muito mais.

  • Imperdível e de graça

    Aclamado pela crítica internacional, a inspiradora animação com cenas documentais foi exibida pelo nosso canal de YouTube.

  • Lançamento de coletânea

    Cinco novos filmes acessíveis disponíveis no nosso canal. Uma seleção de curtas que encanta e apresenta diversas infâncias do país.

  • Cinema e educação

    As inscrições para o Circuito 2021 estão encerradas, mas você pode se cadastrar para receber nossas mensagens sobre cinema infantil e educação.

Conversas sobre infâncias, audiovisual e educação

Profissionais referência nacional foram nossos convidados para cinco debates, de segunda (14/6) a sexta (18/6). Confira os participantes:

Aida Queiroz

Aída Queiroz (MG)

ladobeco

LadoBeco (SP)

Andre Baniwa

André Baniwa (AM)

Carmen Vieira

Carmen Vieira (SC)

David Reeks

David Reeks (SP)

Felicia Krumholz

Felicia Krumholz (RJ)

Gilka

Gilka Girardello (SC)

Helena Singer

Helena Singer (SP)

Hygor Beltrao Amorim

Hygor Amorim (SP)

Jozileia Kaingang

Jozileia Kaingang (SC)

Luiza Lins

Luiza Lins (SC)

Mayana Hellen Nunes da Silva

Mayana da Silva (SP)

Nado Gonçalves

Nado Gonçalves (SC)

Renata Meirelles

Renata Meirelles (SP)

Renato Noguera

Renato Noguera (RJ)

Rita da Silva

Rita da Silva (SC)

Roselete

Roselete Aviz (SC)

Simone Cintra

Simone Cintra (SC)

Thereza Marcilio

Thereza Marcílio (BA)

Programação

As conversas e oficinas transmitidas ao vivo continuam disponíveis no canal da Mostra no YouTube.

14 de junho
Segunda-feira

9h às 11h – Oficina 1

O audiovisual em contextos educativos: a construção do olhar.  Parte 1 – Curadoria e mediação, com o Coletivo Móbile Educacional.

14h às 16h – Oficina 1

Parte 2 – A experiência de criação audiovisual.

19h – Abertura e lançamento de coletânea curtas-metragens do 10º Circuito, com Luiza Lins – diretora do evento e da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis

Conversas – Tema: Pandemia, escola e outros agentes da educação.
Convidadas:
Maria Thereza Marcílio – Presidente da Avante Educação e Mobilização Social;
Helena Singer – Socióloga, vice-presidente da Ashoka para América Latina e membro do Conselho Municipal de Educação de São Paulo.
Com participação de Simone Cintra e Carmen Nunes-Vieira – Núcleo de Formação, Pesquisa e Assessoramento da Educação Infantil (NUFPAEI) da Diretoria de Educação Infantil (SME) de Florianópolis.

15 de junho
Terça-feira

9h às 11h – Oficina 2

Oficina de animação para professores com o Instituto Marlim Azul (ES)

14h – Conversas

Tema: Povos indígenas: conhecer, respeitar e se encantar.
Convidada(o)s:
Joziléia Kaigang – Professora e antropóloga;
André Baniwa – Vice-Presidente da Organização Indígena da Bacia do Içana, OIBI;
Rita da Silva – Antropóloga e cineasta.

16 de junho
Quarta-feira

9h às 11h – Oficina 2

Oficina de animação para professores com o Instituto Marlim Azul (ES)

14h – Conversas

Tema: Descolonizando olhares.
Convidado(a)s:
Mayana Nunes – Doutoranda em Antropologia Social;
Anderson Lima – Cineasta e educador;
Roselete Aviz- Doutora em educação.

17 de junho
Quinta-feira

9h às 11h – Oficina 2

Oficina de animação para professores com o Instituto Marlim Azul (ES)

14h – Conversas

Tema: Imagem, infância e Cultura Popular – Caminhos do Projeto Território do Brincar: uma retrospectiva audiovisual.
Convidado(a)s:
Renata Meirelles – produtora e diretora do Território do Brincar;
David Reeks – produtor e diretor do Território do Brincar;
Nado (Reonaldo) Manoel Gonçalves – Doutor em Educação, educador e artista popular.

18 de junho
Sexta-feira

14h – Conversas

Tema: Séries de animação para todas as infâncias.
Convidado(a)s:
Aída Queiroz – diretora de animação da série Mulheres Fantásticas;
Hygor Amorim– Criador e diretor da série de animação infantil Mytikah – O Livro dos heróis;
Renato Noguera – roteirista e pesquisador de infância, roteirista, compositor do Projeto multimídia Nana & Nilo.

19 de junho
Sábado

10h – Exibição do longa metragem de animação Liyana (legenda em português e tradução em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais.)

Após a sessão, haverá debate também com tradução em LIBRAS e mediação da diretora da Mostra/Circuito de Cinema Infantil Luiza Lins, da professora e curadora da Mostra Gilka Girardello e participação da educadora Felícia Krumholz (Fórum de Cinema e Educação da Região Serrana – RJ). A exibição de Liyana é uma ação do Circuito em parceria com o Fórum de Cinema e Educação da Região Serrana (RJ).

Cadastre se para receber nossas mensagens sobre cinema infantil e educação - clique aqui!

Oficinas de audiovisual

Aprenda sobre audiovisual em contextos educativos e animação em duas oficinas destinadas a profissionais da educação e interessados em audiovisual e educação.

Oficina • O audiovisual em contextos educativos: a construção do olhar, com o Coletivo Móbile Educacional (SC)

Esta oficina tem como proposta mostrar possibilidades para inspirar práticas educativas com audiovisual, seja no compartilhamento e exibição de filmes e outros materiais, seja na produção caseira com recursos acessíveis.

Parte 1 – Curadoria e mediação • 14/6, 9h às 11h

Curadoria audiovisual e educação; Como selecionar audiovisual para crianças e jovens; Onde encontrar – plataformas livres e disponíveis; Ética na produção e compartilhamento de imagens.

CLIQUE PARA ASSISTIR A OFICINA GRAVADA

Parte 2 – A experiência de criação audiovisual • 14/6, 14h às 16h

Elementos chave na produção audiovisual caseira: roteiro, captação de vídeo e áudio; trilha sonora e edição. Possibilidades com recursos acessíveis e estratégias.

CLIQUE PARA ASSISTIR A OFICINA GRAVADA

Sobre o Coletivo Móbile Educacional

O Coletivo Móbile Educacional é composto por Juliana Müller, Lídia Coutinho, Karine Joulie e Silviane Avila, educadoras e pesquisadoras que atuam na formação de professores e professoras na e da cultura digital. Ministramos oficinas, lives e palestras, trabalhamos com consultoria, assessoria e projetos. Buscamos a ampliação de repertórios audiovisuais e a autonomia nos processos criativos de comunicação no contexto da cultura digital.

Karine Joulie
Produtora Cultural, Educadora Audiovisual, Mestre e Doutoranda em Educação (PPGE/UFSC)
Bacharel em Cinema (UFSC), Mestre em Educação (PPGE/UFSC). Atua no desenvolvimento de projetos de formação de professores, mediação de cineclubes, além da realização de mostras de cinema voltados para infância, educação e direitos humanos. Atualmente é doutoranda em Educação (PPGE/UFSC) na linha de Educação e Comunicação. Tem como tema de pesquisa as interlocuções entre cinema e formação docente.

Silviane De Luca Avila
Pedagoga, Mestre e Doutora em Educação (PPGE/UFSC)
Doutora em Educação (PPGE/UFSC) e Mestre em Educação (PPGE/UDESC). Pedagoga. Pesquisadora sobre cultura digital e as interfaces com a educação, tanto no uso das tecnologias digitais realizado pelas crianças como o uso pedagógico por educadores. Atuou como professora da educação básica e ensino superior na modalidade presencial e a distância.

• Oficina de Animação, com o Instituto Marlin Azul (ES)

Esta oficina de animação irá levar os participantes para um mergulho nesse mundo, a partir da apresentação do passo a passo para a produção de um curta-metragem e da técnica stop motion, além de promover um exercício de experimentação de animação livre usando um aplicativo.

Aula 01  • 15/6, 9h às 11h

Apresentação de um dos curtas produzidos pelo Instituto Marlin Azul: “Vento Viajante” e do “making of” do curta. Conversa sobre o processo de realização do curta. Aula expositiva: O que é animação? O que é cinema de animação? Etapas da realização de uma curta: Roteiro, Storyboard, Plano de Filmagem, Filmagem, Montagem, Trilha Sonora e Difusão.

CLIQUE PARA ASSISTIR A OFICINA GRAVADA

Aula 02  • 16/6, 9h às 11h

Os princípios da animação e suas diferentes técnicas. Os brinquedos óticos faremos um exercício de experimentação analógica em lápis e papel. A animação stop motion: suas implicações e possibilidades técnicas. Demonstração com uso de aplicativo. 

CLIQUE PARA ASSISTIR A OFICINA GRAVADA

Aula 03  • 17/6, 9h às 11h

Depois de instalado o aplicativo nos celulares dos participantes faremos um exercício de experimentação de animação livre em stop motion. Cada aluno vai realizar uma cena animada. Realizaremos uma conversa sobre os resultados obtidos e sobre as potencialidades como atividade pedagógica dessa experimentação artística.

CLIQUE PARA ASSISTIR A OFICINA GRAVADA

Material necessário: 01 caixa de massinha de modelar colorida à base de cera, papel sulfite, lápis grafite, celular smartphone para instalar o aplicativo a ser apresentado (Stop Motion Studio).

Sobre o Instituto Marlin Azul

Criado em 1999, o Instituto de Desenvolvimento Social e Gestão de Produção Cultural, Artística e Audiovisual Marlin Azul é uma Organização Não Governamental que desenvolve ações sociais comprometidas com a cultura, a arte e a educação através da democratização do acesso aos bens audiovisuais. Em parceria com órgãos públicos, instituições sociais e organizações privadas, o instituto desenvolve projetos de formação, produção e difusão audiovisuais em benefício de comunidades em situação de exclusão social e cultural.

Analucia GodoiAnalúcia Godoi
Formada em Imagem e Som pela UFSCar, trabalha com animação há 18 anos.
Trabalhou em produtoras como Trattoria e O2. Ilustrou e animou dois episódios da Série Mulheres Fantásticas para a Globo. Coordenou a série Angeli The Killer (Coala) e foi Co-diretora de desenvolvimento do longa “Teca e Tuti” (Rocambole). É diretora de animação no estúdio Giroscópio Filmes. Dirigiu o curta-metragem “Virando Gente”. Colabora em um projeto educativo com oficinas de realização de animação que resultaram em filmes produzidos pelas crianças em parceira com o Instituto Marlin Azul.

Beatriz LindenbergBeatriz Lindenberg
Formada em Comunicação Social pela Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo), com especialização em Cultura e Educação pela Flasco/Brasil (Faculdade Latino Americana de Ciências Sociais).
Fundadora do Instituto Marlin Azul (1999), criadora e coordenadora do Projeto Animação (2001)/Ponto de Cultura Animazul. Criado para introduzir a linguagem e as técnicas do cinema de animação em escolas públicas e instituições sociais, o projeto Animazul realizou mais de 50 curtas animados , entre eles “Portinholas” (2003), “O Maestro do Tempo” (2013) e “No Caminho da Escola” (2017). Conheça o projeto: cine.animazul.org.br.

Coletânea de curtas-metragens

Cinco novos filmes disponíveis no nosso canal de YouTube

Preparamos uma coletânea de curtas-metragens brasileiros especial para lançar neste Circuito. É composta por cinco títulos com legendagem e acessíveis em LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) e audiodescrição do acervo da Mostra. A partir de 14 de junho podem ser assistidos a qualquer momento no canal de YouTube da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. Eles também estarão no DVD 17 do Circuito, que será distribuído ainda este ano para escolas que não têm acesso à internet.

Essa seleção traz filmes que fizeram sucesso nas Mostras anteriores e que mostram a pluralidade das infâncias brasileiras. O objetivo é ampliar o olhar das crianças sobre o mundo por meio da arte.

Contando com esses cinco novos títulos, já são em torno de 60 curtas-metragens disponíveis no nosso canal.

Assista aos filmes e se for professor exiba para os seus alunos e alunas!

DVD-Mostra

De Anahí Borges | SP, animação, 2019, 14 min

De Bernard Attal, BA, ficção, 2018, 8 min

De Anderson Lima, MG, ficção, 2018, 8 min

De Cassandra Reis, animação, SP, 2018, 5 min

De Renan Montenegro, ficção, DF, 2017, 16 min

Exibição do longa-metragem Liyana

Aclamado pela crítica internacional, é um filme poético que inspira perseverança

Liyana (Suazilândia, Qatar, EUA – 2017) voltou a ser exibido no Brasil, dessa vez na nossa programação. A transmissão foi no dia 19 de junho, às 10h, pelo canal de YouTube da Mostra de Cinema Infantil. O filme teve legenda em português e tradução em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais. Houve debate após a sessão com mediação de Luiza Lins e Gilka Girardello, também com tradução em LIBRAS.

Liyana conta a história de cinco crianças órfãs que, a partir da orientação da lendária contadora de histórias da África do Sul Gcina Mhlophe, conseguem transformar as lembranças sombrias em uma narrativa de transformação.

Um filme desafiador de gênero tece a jornada de um herói animado com cenas documentais poéticas para criar um conto inspirador de perseverança. Liyana é uma homenagem à força do espírito humano e ao poder de contar histórias.

Vale lembrar que a primeira exibição do longa-metragem Liyana no Brasil aconteceu no ano passado, na 19ª Mostra de Cinema Infantil, em plataforma de streaming utilizada pelo festival. O filme conquistou o público da Mostra, que pediu mais.

A exibição de Liyana foi uma ação do Circuito em parceria com o Fórum de Cinema e Educação da Região Serrana (RJ).

Acompanhe nosso Instagram e Twitter!

É educador(a)? Participou do Circuito?

Os certificados do Circuito Estadual de Cinema Infantil 2021 estão disponíveis!

Aqueles que participaram de pelo menos 10h da programação e preencheram a lista de presença receberão e-mail com instruções para baixar o Certificado. Mas, se você preferir, pode acessar o seu seguindo estes passos:

1) Acesse e-certificado.com/login

2) Insira seu CPF

3) Clique em “Quero acessar sem senha”

4) Depois de fazer o login, você verá este certificado em sua lista. Basta clicar em VER CERTIFICADO para acessá-lo.

Um abraço virtual da nossa equipe para você e até logo mais!

Quem apoia o Circuito

Nossos parceiros acreditam junto com a gente no poder transformador da arte.

Este ano completamos 10 anos de trajetória e só chegamos até aqui porque temos parceiros que nos apoiam desde as primeiras edições. 

Já alcançamos mais de 100 mil pessoas por ano e até 2019 beneficiamos em torno de 100 municípios, por meio de eventos presenciais. Em 2020, realizamos a primeira edição completamente on-line: tivemos 14.500 visualizações durante toda nossa programação e 818 professores tiveram direito a certificados. Participaram professores de todas as regiões de Santa Catarina e de várias partes do Brasil.

Nosso muito obrigada a quem acredita com a gente no poder transformador da arte. 

Nesta edição, o Circuito de Cinema Infantil tem patrocínio, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da  BAESA – Energética Barra Grande S/A, da Celesc – Centrais Elétricas de Santa Catarina e da Enercan – Campos Novos Energia S.A.  A realização é da Secretaria Especial da Cultura – Ministério do Turismo, Governo Federal. 

A coordenação é da Lume Produções Culturais e a direção geral de Luiza da Luz Lins.

Quem apoia o Circuito

Contato

Dúvidas sobre o Circuito?

Comunicação da Mostra/Circuito:

Letícia Kapper

(48) 9 8490 7558

comunica@alecrimconteudo.com.br

10º Circuito de Cinema Infantil

O Circuito de Cinema Infantil é uma iniciativa da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    patrocinadores da Mostra
    Mostra de Cinema Infantil

    Aída Queiroz (MG)

    Graduada em Belas Artes pela UFMG, é diretora de animação formada pelo convênio National Film Board of Canada / Embrafilme que resultou em seu primeiro curta-metragem “NOTURNO”, vencedor do Prêmio Coral Negro de Havana em 1987. É sócia da produtora carioca Campo 4, onde assina a direção de animação de produções para a Rede Globo como a série “Mulheres Fantásticas”, exibida recentemente no programa Fantástico, a abertura das novelas “Cordel Encantado” e “Orgulho e Paixão” e da série “Brasil a Bordo” de Miguel Falabella, entre outros. Faz parte da criação e direção do Anima Mundi – Festival Internacional de Animação do Brasil.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 18/06, 14h, na Conversa com o tema Séries de animação para todas as infâncias.

    Anderson LadoBeco (SP)

    Anderson LadoBeco é filósofo, cineasta, educador e escritor, vencedor do Prêmio Minuando de Literatura/2020. É criador do canal 100ZALA, um portal de curtas-metragens dedicado ao protagonismo do negro nas obras audiovisuais voltadas ao público infantil e infanto juvenil. Além disso, faz filmes com crianças e já foi assistido por mais de 450 milhões delas no seu canal do YouTube: o Lado Beco.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 16/06, 14h, na Conversa com o tema Descolonizando olhares.

    André Baniwa (AM)

    André Baniwa, além de ser o líder indígena do povo Baniwa do rio Içana, é empreendedor social, vice-presidente da Organização Indígena da Bacia do Içana, gestor de planejamento e projetos em associativismo, educação, patrimônio cultural e geração de renda em empreendedorismo e economia indígena. Já foi vice-prefeito de São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas, e Vice-Presidente da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN). É autor dos livros "25 anos de gestão de associativismo da OIBI para o bem viver Baniwa e Koripako" e "Bem viver e viver bem segundo o povo Baniwa no noroeste amazônico brasileiro". Entre as conquistas da etnia Baniwa está a produção e comercialização da Pimenta Jiquitaia Baniwa desde 2013, produto tradicional de sua cultura; Arte Baniwa (cestarias de arumã) que começou a ser comercializada em São Paulo desde 2000; e Escola Indígena Baniwa e Koripako – EIBK Pamáali que funciona desde 2000.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 15/06, 14h, na Conversa com o tema Povos indígenas: conhecer, respeitar e se encantar.

    Carmen Nunes Vieira

    Carmen Lúcia Nunes Vieira. Graduada em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Pedagogia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa/PR Mestra e Doutora em Educação pela UFSC, com doutoramento Sanduíche na Universidad de Valladolid/Espanha (PDSE-CAPES); Professora efetiva da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis (RMEF), atuando como assessora pedagógica no Núcleo de Formação, Pesquisa e Assessoramento da Educação Infantil (NUFPAEI) da Diretoria de Educação Infantil (DEI) da Secretaria Municipal de Florianópolis (SME).

    David Reeks

    David Reeks está junto com Renata Meirelles há mais de 20 anos pesquisando e registrando as diferentes infâncias brasileiras. Produziram e dirigiram o longa-metragem Território do Brincar, além de diversos curtas e médias-metragens, vencedores de festivais de cinema nacionais e internacionais. São coordenadores do Projeto de Pesquisa Território do Brincar e idealizadores do Projeto BIRA - Brincadeiras Infantis da Região Amazônica.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 17/06, 14h, na Conversa com o tema Imagem, infância e Cultura Popular – Caminhos do Projeto Território do Brincar: uma retrospectiva audiovisual.

    Felicia Krumholz

    Nascida no Rio de Janeiro, em 1954, é graduada em Arquitetura e Urbanismo pela UFRJ, atua desde 1978 na área de educação e audiovisual, onde começou sua carreira como educadora do Cineduc - Cinema e Educação. No Grupo Estação de Cinema inicia o trabalho em 1998. Idealiza e coordena o Oficina Cine-Escola, programa educativo permanente da rede, que utiliza filmes como ferramenta pedagógica (até 2008). Entre 2000 e 2012 organiza o programa Domingo é Dia de Cinema, que acontecia mensalmente no Cine Odeon BR em parceria com o Núcleo Piratininga de Comunicação e os Pré Vestibulares Comunitários e hoje acontece no Cine Estação Botafogo. Desde 1999 coordena e é Curadora da Mostra Geração, o segmento infanto-juvenil do Festival do Rio, exibindo filmes premiados em festivais internacionais e uma seleção de vídeos totalmente executada por crianças e jovens. De 2008 a 2012 é diretora do Cinema Nosso, a primeira escola popular de cinema do Brasil. Como parte dos eventos oficiais da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento / Rio-92 , foi responsável pela curadoria e coordenação geral do programa educativo da exposição Transformando e Reciclando os Restos: O Lixo Passado a Limpo, no Paço Imperial (1992). Desde 2011 coordena programas educativos de exposições, como As Cidades Somos Nós - Desenhando a Mobilidade do Futuro (2011), A Mão Livre de Luiz Carlos Ripper (2013) , Jonh Graz - Viajante (2013) e Canal 100 (2015), projeto Rede Escola Rio (2016), O Dia Seguinte (2019) entre outras. Atualmente, além da Mostra Geração/Festival do Rio coordena, desde 2010, a Mostra Anual de Cinema de Petrópolis/MAP.

    Gilka Girardello (SC)

    Gilka Girardello é professora titular da UFSC, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação. Coordena o Núcleo Infância, Comunicação, Cultura e Arte/ UFSC.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 19/06, 10h, no debate após a sessão do longa metragem de animação Liyana.

    Helena Singer (SP)

    Socióloga, é vice-presidente da Ashoka para América Latina, membro do Conselho Municipal de Educação de São Paulo (CME-SP) e articuladora do Movimento de Inovação na Educação. Foi assessora especial do Ministro da Educação (2015). Mestre e doutora em Sociologia pela Universidade de São Paulo, com pós-doutorado pela Universidade Estadual de Campinas. É autora de República de Crianças: Sobre Experiências Escolares de Resistência (Mercado de Letras, 2010), organizadora da coleção Territórios Educativos: experiências em Diálogo com o Bairro-escola (Moderna, 2014), entre outros livros e artigos sobre direitos humanos e sobre educação publicados no Brasil e no exterior.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 14/06, 19h, na Conversa com o tema Pandemia, escola e outros agentes da educação.

    Hygor Beltrão Amorim (SP)

    Pai do Cisco, fundador e diretor na Oz Produtora, cineasta com formação pela UFSCar, Master of Business Innovation (MBI) pela UFSCar, amante das novas tecnologias e empreendedor. Acredita que o audiovisual muda o mundo.

    Direção e produção de mais de 500 comerciais para TV aberta e fechada e mais de 3000 vídeos corporativos.

    Criador e diretor da série Sementes da Educação, que retrata a inovação em educação pública através da experiência de 26 escolas por todo o Brasil.

    Criador e diretor da série de animação infantil Mytikah - O Livro dos heróis, que traz aventuras infantis pelas histórias de heróis de verdade da história do Brasil.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 18/06, 14h, na Conversa com o tema Séries de animação para todas as infâncias.

    Jozileia Kaingang (SC)

    Indigena Kaingang, é professora, antropóloga, especialista em antropologia política das Mulheres indígenas. Membra da Articulação Nacional das Mulheres Indígenas Guerreiras da Ancestralidade - ANMIGA. Membra Fundadora da Articulação Brasileira dos Indígenas Antropologes - ABIA e do Comitê de Assuntos Indígenas da ABA.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 15/06, 14h, na Conversa com o tema Povos indígenas: conhecer, respeitar e se encantar.

    Luiza Lins

    Produtora cultural com atuação no audiovisual para a infância. Realiza a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis há 20 anos, evento que possibilita acesso gratuito ao cinema nacional e internacional para crianças. Criou o Circuito de Cinema Infantil para levar os filmes da Mostra para os municípios de Santa Catarina e para todo o país e, o Cineclube da Mostra, no Cinema do Centro Integrado de Cultura - Florianópolis/SC, para proporcionar durante todo o ano, gratuitamente, a experiência de cinema para as crianças.
    Realizou curtas infantis com histórias e brincadeiras de crianças da Ilha de Santa Catarina. Atuou como curadora de filmes para festivais brasileiros.Fez parte do GT Cinema nas Escolas, criado pelo Ministério da Cultura em parceria com o Ministério da Educação, para elaborar proposta para a regulamentação da Lei 13.006, que estabelece duas horas mensais de cinema brasileiro nas escolas de ensino básico.

    Mayana Hellen Nunes da Silva (SP)

    Doutoranda em Antropologia Social na Universidade Estadual de Campinas, mestra em Ciências Sociais e licenciada em História pela Universidade Federal do Maranhão. Integra como pesquisadora o Grupo de Estudos de Gênero, Memória, Identidade (GENI/UFMA) e o Núcleo de Estudos de Gênero Pagu (Unicamp). Desenvolve pesquisas sobre marcadores sociais da diferença, prostituição, feminismos negros, descolonização do conhecimento e educação. Atualmente é Assessora de Projetos do Fundo Brasil de Direitos Humanos nos programas de Enfrentamento ao Racismo na base e Proteção e Segurança de Defensores de Direitos Humanos. Já atuou como Assistente Técnica na área de Políticas Públicas e Advocacy na Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e Adolescente; como formadora em programas de Educação Integral e Competências Socioemocionais no Instituto Ayrton Senna; tem experiência como docente do Ensino Superior em Sociologia, Antropologia e Educação, e na educação básica atuou como docente de História.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 16/06, 14h, na Conversa com o tema Descolonizando olhares.

    Nado Gonçalves (SC)

    Reonaldo Manoel Gonçalves (Nado Gonçalves) é educador e artista popular. Fundou o Ponto de Cultura da Associação Cultural Arreda Boi na comunidade da Barra da Lagoa - Florianópolis (SC). Mestre e Doutor em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina, é diretor consultivo do Conselho de Bois de Mamão do Estado de Santa Catarina. Integra o Núcleo de Formação, Pesquisa e Assessoramento da Educação Infantil, vinculado à Diretoria de Educação Infantil (NUFPAEI-DEI) da Secretaria Municipal de Educação do Município de Florianópolis.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 17/06, 14h, na Conversa com o tema Imagem, infância e Cultura Popular – Caminhos do Projeto Território do Brincar: uma retrospectiva audiovisual.

    Renata Meirelles

    Renata Meirelles está junto com David Reeks há mais de 20 anos pesquisando e registrando as diferentes infâncias brasileiras. Produziram e dirigiram o longa-metragem Território do Brincar, além de diversos curtas e médias-metragens, vencedores de festivais de cinema nacionais e internacionais. São coordenadores do Projeto de Pesquisa Território do Brincar e idealizadores do Projeto BIRA - Brincadeiras Infantis da Região Amazônica.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 17/06, 14h, na Conversa com o tema Imagem, infância e Cultura Popular – Caminhos do Projeto Território do Brincar: uma retrospectiva audiovisual.

    Renato Noguera

    Renato Noguera é Professor Associado do Departamento de Educação e Sociedade (DES), do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGeduc), do Programa de Pós-Graduação em Filosofia (PPGFil) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Pesquisador do Laboratório de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Leafro), coordenador do o Grupo de Pesquisa Afroperspectivas, Saberes e Infâncias (Afrosin) e, possui doutorado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), autor do livro “Ensino de Filosofia e a Lei 10639” – resultado de um estudo relevante a respeito do nascimento da filosofia na África. Noguera é ensaísta, com destaque para o livro "Por que amamos: o que os mitos e a filosofia têm a dizer sobre o amor", além de ser autor de ficção, com publicações nos campos da literatura infantil e da dramaturgia. É roteirista e compositor do Projeto multimídia Nana & Nilo.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 18/06, 14h, na Conversa com o tema Séries de animação para todas as infâncias.

    Rita da Silva (SC)

    Rita de Cácia Oenning da Silva nasceu no interior de SC/Brasil. Fez doutorado em antropologia estudando performance de crianças em diferentes contextos; roteirizou e dirigiu diversos filmes em parceria com Kurt Shaw (Shine a Light) entre eles The Princess in the Alleyway (2017); O Outro Lado do Outro (doc, 2019). Atualmente é diretora executiva de Usina da Imaginação.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 15/06, 14h, na Conversa com o tema Povos indígenas: conhecer, respeitar e se encantar.

    Roselete Fagundes Aviz

    É graduada em Letras pela Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE), mestra em Educação pela UNIVALE. É doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Pós-doutora em Educação e Comunicação pela UFSC. É pesquisadora do Núcleo de Infância, Cultura, Comunicação e Arte (UFSC) e professora no Centro de Ciências da Educação da UFSC, no Departamento de Metodologia de Ensino – MEN - Área: Educação e Infância.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 16/06, 14h, na Conversa com o tema Descolonizando olhares.

    Simone Cintra

    Professora efetiva de Educação Infantil da Prefeitura Municipal de Florianópolis/SC, atuando como Assessora Pedagógica, Formadora e Pesquisadora do Núcleo de Formação, Pesquisa e Assessoramento da Educação Infantil (NUFPAEI), da Diretoria de Educação Infantil (DEI). Graduada em Pedagogia pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). É especialista na área de Arte e Educação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP) e pela Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (FE/UNICAMP). Possui Mestrado e Doutorado em Educação pela UNICAMP. Realizou Estágio Pós-doutoral junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC), desenvolvendo a pesquisa "Teatro, Literatura para a Infância e Prática Educativa: diálogo entre fazeres". Em sua produção destacam-se os temas: Formação de Professores, Arte e Educação Infantil.

    Thereza Marcílio (BA)

    Thereza Marcílio é presidente da Avante Educação e Mobilização Social. É licenciada em Pedagogia pela UFBA e Mestra em Educação pela Harvard Graduate School of Education. É membra da Academia de Ciências da Bahia e da Academia Baiana de Educação. Coordena o programa Global Leaders for young children da América Latina da World Forum Foundation.

    Vai participar do Circuito de Cinema Infantil no dia 14/06, 19h, na Conversa com o tema Pandemia, escola e outros agentes da educação.