Conexão, cinema e educação em tempos de Pandemia

As atividades ao vivo do Circuito 2020 foram encerradas, mas os filmes e conversas gravadas continuam disponíveis no canal TV Mostra no Youtube. Assista!

O Circuito de Cinema Catarinense para Crianças e Jovens em 2020 foi realizado de forma online e gratuito, com oficinas de Práticas de produção e mediação audiovisual para contextos educativos, conversas sobre Cinema e Educação e exibição de filmes catarinenses, em 9 dias de programação – de 31 de agosto a 8 de setembro.

Foi a 9ª edição do Circuito e uma estreia no universo virtual, com uma edição 100% online que dá acesso a potentes conteúdos e filmes, valoriza a interação e capacita educadores e gestores culturais. Tudo transmitido pelos perfis da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis nas redes Facebook e YouTube. Aberto ao público e gratuito.

Neste ano, pela primeira vez, tivemos uma seleção de curtas catarinenses. Acreditamos na força do pertencimento por meio do audiovisual e reconhecemos a importância das crianças verem sua cultura nas telas.

Além disso, queremos levar o cinema produzido em Santa Catarina, ainda pouco conhecido e debatido, às crianças, jovens, famílias e educadores de todos os municípios de Santa Catarina e de todo o Brasil.

Curtas catarinenses foram lançados na abertura do evento e os filmes ficaram disponíveis desde o Circuito. Também foram exibidos ao vivo nas redes da Mostra, com bate-papo com realizadores ao final de cada sessão.

A programação foi pensada com muito carinho e cuidado para dar mais subsídio aos professores em sua atuação nesse momento tão delicado pelo qual estamos passando. Desejamos que educadores participem das oficinas, conversas (vídeos disponíveis neste link) e se apropriem dos filmes disponíveis e exibam em sala de aula (veja os filmes mais abaixo nesta página).

Sejam todas e todos bem-vindas e bem-vindos!

Atenção Participante – Sobre Certificado

Orientações para emissão do Certificado foram enviadas para o e-mail de cada participante através da ferramenta e-certificado. Com o seu CPF e a senha fornecida no email você deve acessar o site indicado e baixar ou imprimir o Certificado. 

Se você não recebeu ou teve algum problema, escreva para circuito@mostradecinemainfantil.com.br

Inscreva-se para receber informações sobre educação e audiovisual



    Conversas Cinema e Educação

    Pílulas de reflexão e estímulo para educadores em meio a Pandemia

    As conversas sobre Cinema e Educação do Circuito buscaram traçar um panorama de todos os projetos importantes que acontecem no Brasil nesta área, além de serem pílulas de reflexão e estímulo. Foram de curta duração, com interação ao final de cada conversa. ASSISTA AS CONVERSAR DO CIRCUITO 2020.

    Assuntos como educação audiovisual e criação de filmes nas escolas e filmes com e para crianças, entre outros, estão na programação que teve a participação de profissionais do Cinema e da Educação de diversos estados brasileiros.

    sonia

    Sonia Goulart

    Gilka

    Gilka Girardello

    ally

    Ally Colaço

    Gabriela-Romeu

    Gabriela Romeu

    Rita-da-Silva

    Rita da Silva

    Ana_Barbara

    Ana Bárbara Ramos

    felipe

    Felipe Leal

    monica

    Monica Fantin

    angelica

    Maria Angélica

    claudia

    Cláudia Mogadouro

    jose

    José Douglas Santos

    simone

    Simone Monteiro

    simone

    Marialva Monteiro

    sandro

    Sandro Cordeiro

    Oficinas

    Atividades online voltadas aos profissionais da educação

    No total foram seis oficinas sobre Práticas de produção e mediação audiovisual para contextos educativos, voltadas aos profissionais da educação que querem se aproximar do universo audiovisual e incorporá-lo às suas práticas educativas.

    O conteúdo transmitido permitiu ampliação do repertório de forma crítica, criativa e reflexiva. Outro objetivo da atividade foi inspirar práticas de produção e mediação com recursos audiovisuais acessíveis.

    A frente desta atividade esteve o Coletivo Móbile Educacional.

    Ementas das oficinas

    Oficina 1 - Educação e Tecnologias • 31/08 • 10h às 11h30

    Interfaces da educação das famílias e dos professores no uso das tecnologias por crianças e jovens (materiais, planejamento, tempo de tela). Tecnologias digitais/audiovisual e as fases do desenvolvimento humano. A relação da família e da escola em tempos de pandemia e os usos potenciais do audiovisual na comunicação.

    Oficina 2 - Linguagem Audiovisual e Roteiro • 01/09 • 10h às 11h30

    Pesquisa de referências de linguagem para a produção de vídeos para crianças, famílias e professores. Definição de interlocutor (para quem), tema (o quê) e formato (como). Elaboração de roteiro audiovisual para a produção de vídeos em contextos educativos e compartilhamento online.

    Oficina 3 - Produção Audiovisual • 02/09 • 10h às 11h30

    Produção audiovisual caseira e com recursos técnicos básicos e/ou limitados. Gravação, fotografia e captação de áudio. Estratégias para a captação de imagens e sons: ambiente/cenários, iluminação, áudio e composição (enquadramentos, foco e movimento). Recursos técnicos básicos: gravação com celular, uso de materiais caseiros e improvisações (faça você mesmo/do it yourself (DIY)).

    Oficina 4 - Edição de Vídeo • 03/09 • 10h às 11h30

    Decupagem de material e elaboração de roteiro de edição de vídeo. Organização do material, unidade estética (coerência de linguagem e identidade visual). Aplicativos de celular para a edição de vídeos: principais recursos.

    Oficina 5 – Publicar e Compartilhar • 04/09 • 10h às 11h30

    Publicação e compartilhamento de vídeos em repositórios online (plataformas), canais no youtube e redes sociais. Definições técnicas, direitos autorais, faixa-etária e classificação indicativa.

    Oficina 6 - Recursos audiovisuais e escola • 08/09 • 10h às 11h30

    Aplicativos que contribuem para o processo de ensino e de aprendizagem. Uso consciente e crítico de produções audiovisuais e aplicativos já disponíveis. Curadoria para e com as crianças e jovens. Produção audiovisual para aulas online. Possibilidades de avaliação no ensino remoto.

    Facilitação das Oficinas com o Coletivo Móbile Educacional

    São quatro educadoras/pesquisadoras que atuam na formação de professores e professoras na e da cultura digital. Ministram oficinas, lives e palestras, trabalham com consultoria, assessoria e projetos. Buscam a ampliação de repertórios audiovisuais e a autonomia nos processos criativos de comunicação no contexto da cultura digital. São idealizadoras e atuam no projeto Cinema na escola: construindo espaços de cidadania: https://cinemanaescolanica.wordpress.com/blog/

    Karine Joulie
    Produtora Cultural, Educadora Audiovisual, Mestre e Doutoranda em Educação (PPGE/UFSC)
    Bacharel em Cinema e Mestre em Educação (PPGE/UFSC). Atua no desenvolvimento de projetos de formação de professores, mediação de cineclubes, além da realização de mostras de cinema voltados para infância, educação e direitos humanos, como o Projeto Inventar com a Diferença. Atualmente é doutoranda em Educação (PPGE/UFSC) na linha de Educação e Comunicação e tem como tema de pesquisa as interlocuções entre cinema e formação de professoras

    Juliana Costa Muller
    Pedagoga, Designer Instrucional, Psicopedagoga, Doutora e Mestre em Educação (PPGE/UFSC)
    Doutora e Mestre em Educação (PPGE/UFSC). Especialista em Psicopedagogia (FMP), Desing Instrucional para EaD (FACEL), Orientação e Supervisão Escolar (FAVENI). Professora na Faculdade Municipal de Palhoça (FMP). Os estudos estão voltados para a educação (da família e dos professores) no uso das tecnologias digitais pelas crianças. Atuou na formação continuada de professores(as) do município de Palhoça/SC, dos dirigentes municipais da educação, na rede estadual de Santa Catarina (link: https://www.youtube.com/watch?v=V4HaIBrmtr4).

    Lídia Miranda Coutinho
    Jornalista, Designer Educacional, Doutora e Mestre em Educação (PPGE/UFSC)
    Jornalista, estudante de Pedagogia, Doutora e Mestre em Educação (UFSC e UDESC). Pesquisadora da cultura digital, mídia-educação, currículo e formação de professores. Trabalhou por oito anos no desenvolvimento de plataformas digitais educativas para jovens e adultos (jogos, ambientes digitais de formação, stands e museus interativos). Atuou como roteirista em audiovisuais para EaD, como assistente de direção em publicidade, e na produção de documentários sobre os mais variados temas.

    Silviane De Luca Avila
    Pedagoga, Mestre e Doutoranda em Educação (PPGE/UFSC)
    Mestre em Educação (PPGE/UDESC) e Doutoranda em Educação (PPGE/UFSC), linha de pesquisa “Educação e Comunicação”. Pedagoga. Coordenadora Pedagógica da Faculdade Cesusc. Pesquisadora sobre cultura digital e as interfaces com a educação, tanto no uso das tecnologias digitais realizado pelas crianças como o uso pedagógico por educadores. Atuou como professora da educação básica e ensino superior na modalidade a distância.

    Programação

    Foram 9 dias de conversas, oficinas e bons filmes!

    Todas as atividades foram online, transmitidas ao vivo nos perfis da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis nas redes Facebook e YouTube. Aberto ao público e gratuito.

    31 de agosto
    Segunda-feira

    10h às 11h30 – Oficina

    Práticas de produção e mediação audiovisual para contextos educativos – Educação e Tecnologias, com o Coletivo Móbile Educacional

    14h às 15h30 – Abertura: Conversas sobre Cinema e Educação

    Apresentação: Luiza Lins – Diretora Geral do Circuito de Cinema Catarinense para Crianças e Jovens.
    Tema: Educação, arte e mídias digitais
    Convidada 1: Sonia Goulart (DF)
    Convidada 2: Gilka Girardello (SC)
    Lançamento dos curtas-metragens catarinenses

    1 de setembro
    Terça-feira

    10h às 11h30 – Oficina

    Práticas de produção e mediação audiovisual para contextos educativos – Linguagem Audiovisual e Roteiro, com o Coletivo Móbile Educacional

    14h às 15h30 – Conversas sobre Cinema e Educação

    Tema: Filmes com e para crianças
    Convidada 1: Gabriela Romeu (SP)
    Convidada 2: Rita da Silva (SC)
    Relato de experiência: Ally Collaço (SC)

    2 de setembro
    Quarta-feira

    10h às 11h30 – Oficina

    Práticas de produção e mediação audiovisual para contextos educativos – Produção Audiovisual, com o Coletivo Móbile Educacional

    14h às 15h30 – Conversas sobre Cinema e Educação

    Tema: A educação audiovisual e a criação de filmes na escola
    Convidada 1 : Ana Bárbara Ramos (Semente Cinematográfica – PB)
    Convidada 2: Felipe Leal (Semente Cinematográfica – PB)
    Mediação: Monica Fantin (UFSC/SC)

    3 de setembro
    Quinta-feira

    10h às 11h30 – Oficina

    Práticas de produção e mediação audiovisual para contextos educativos – Edição de Vídeo, com o Coletivo Móbile Educacional

    14h às 15h30 – Conversa sobre Cinema e Educação

    Tema: Lei 13.006 e a formação de professores
    Convidada 1: Maria Angélica (Programa de Alfabetização Audiovisual – RS)
    Convidada 2: Cláudia Mogadouro (Cineclube de Educadores-SP)
    Mediação: José Douglas Santos (SE)

    4 de setembro
    Sexta-feira

    10h às 11h30 – Oficina

    Práticas de produção e mediação audiovisual para contextos educativos – Publicar e Compartilhar, com o Coletivo Móbile Educacional

    14h ás 15h30 – Conversas sobre Cinema e Educação

    Tema: Cineclube nas escolas
    Convidada 1: Simone Monteiro – Multirio – RJ
    Convidada 2: Marialva Monteiro – Cineduc-RJ
    Relato de experiência: Sandro Cordeiro (UFRN)

    5 de setembro
    Sábado

    17h às 19h – Sessão online de Curtas Catarinenses

    – O Mistério do Boi de Mamão (de Luiza Lins, ficção, SC 2005, 13′)
    – Campeonato de Pescaria (de Luiza Lins e Marco Martins, ficção, SC, 2009, 14′)
    – Nuvem (de Vanessa Sandre, ficção, SC, 2014, HD, 15’)
    Após a sessão: Bate papo com os realizadores Luiza Lins, Marco Martins e Vanessa Sandre.

    6 de setembro
    Domingo

    17h às 19h – Sessão online de Curtas Catarinenses

    – Taí ó, uma aventura na Lagoa (de Mauricio Venturi, ficção, SC, 2014, 15’)
    – Meu tio que me disse (de Vanusa Angelita Ferlin, SC, ficção, 2015, 9’40’’)
    – O Sumiço da Coroa (de Marco Martins e Chico Faganello, ficção, SC, 2013, 13’)
    – O resgate (de Arthur Roedel, SC, ficção, 2018, 12′ min)
    Após a sessão: Bate papo com os realizadores Vanusa Ferlin, Kátia Klock e Arthur Roedel.

    7 de setembro
    Segunda-feira

    17h às 19h – Sessão online de Curtas Catarinenses

    – O Samba daqui (de Melina Curi, ficção, SC, 2014, 15’)
    – Nham Nham – A criatura (de Lucas de Barros, ficção, SC, 2015, HD, 13’)
    – O fim da trama (de Patrícia Monegatto, SC, ficção, 2016,13’)
    Após a sessão: Bate papo com os realizadores Melina Curi, Lucas de Barros e Patricia Monegatto.

    8 de setembro
    Terça-feira

    10h às 11h30 – Oficina

    Práticas de produção e mediação audiovisual para contextos educativos – Recursos audiovisuais e escola, com o Coletivo Móbile Educacional

    14h às 16h30 – Encerramento: Conversas sobre Cinema e Educação

    – Relatos sobre experiências de professores
    – Exibição do filme vencedor

    Produção audiovisual para crianças

    Uma seleção de 10 curtas-metragens catarinenses produzidos a partir de 2005 até os dias atuais foi disponibilizada no início do evento, dia 31 de agosto, no canal do YouTube da Mostra. Os filmes continuam disponíveis.

    São parte da seleção de filmes também curtas nacionais que fizeram sucesso durante as Mostras de Cinema Infantil ao longo dos seus 18 anos de existência. O objetivo é ampliar o conhecimento das crianças em relação a diversidade cultural brasileira.

    Como sempre o Circuito trabalha pela inclusão. Todos os filmes catarinenses têm versão acessível disponível nesta playlist do Canal da Mostra.

    Se é professor, exibiu os filmes e gostou, mande seu relato pra gente: circuito@mostradecinemainfantil.com.br

    Filmes

    Curtas-metragens Catarinenses no Circuito 2020

    Assista!

     

    Prêmio Melhor Filme Catarinense

    Veja os filmes aqui

    Vote aqui

    Taí ó, uma Aventura na Lagoa

    Nuvem

    No Fim da Trama

    Nham Nham A Criatura

    O Sumiço da Coroa

    Meu tio que me disse

    Caranga – do outro lado do manguezal

    O resgate

    Campeonato de Pescaria

    O Mistério do Boi-de-mamão

    O Samba Daqui

    Filmes Nacionais no Circuito 2020

    Assista!

    Disque Quilombola

    A Menina Espantalho

    Médico de Monstro

    Salu e o cavalo marinho

    O Maestro do tempo

    O filho do vizinho

    O fim da fila

    A Escola de Ensino Fenomenal

    Lé com cré

    Alma Carioca: Um Choro de Menino

    Calango!

    Lá do Alto

    O Melhor Som do Mundo

    É educador(a)?

    Ficamos muito felizes por você estar aqui. A programação do Circuito deste ano foi pensada para apoiar você no desafio de dar aulas na modalidade online.

    Sabemos que o audiovisual pode ser uma boa ferramenta neste momento. As Conversas sobre Cinema e Educação continuam disponíveis, bem como os filmes exibidos durante o Circuito.

    Queremos te convidar a usar esses filmes nas suas aulas, ou disponibilizar para os alunos, e explorar as possibilidades que eles trazem, como a produção textos, poesias e desenhos por parte dos alunos e alunas.

    Se utilizar os filmes, não esquece de contar para a gente como foi a experiência pelo e-mail circuito@mostradecinemainfantil.com.br.

    Se quiser compartilhar trabalhos dos alunos, será uma grande alegria para nós!

    Importante: as atividades do Circuito contabilizaram horas para emissão de certificado, cedido mediante participação em 10 horas ou mais do evento. 

    Um abraço virtual da nossa equipe para você e até logo mais!

    img-educador

    Patrocinadores

    Já alcançamos mais de 100 mil pessoas por ano graças aos nossos parceiros.

    Nos eventos presenciais realizados até 2019, beneficiamos em torno de 100 municípios e já chegamos a alcançar 100 mil pessoas por ano. Com o evento online, queremos apoiar um número ainda maior de educadores.

    O Circuito Estadual de Cinema Catarinense para Crianças e Jovens tem patrocínio do Prêmio Catarinense de Cinema 2019 – Fundação Catarinense de Cultura/Governo de Santa Catarina e, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, do BRDE- Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, da Celesc – Centrais Elétricas de Santa Catarina e da Enercan – Campos Novos Energia S.A. A realização é da Lume Produções Culturais e a direção geral de Luiza da Luz Lins.

    Parcerias de longa data com instituições estaduais irão possibilitar que a programação chegue a muitas cidades. A Fecam – Federação Catarinense de Municípios e o IFSC – Instituto Federal de Santa Catarina estão nos apoiando na disseminação de informações sobre o projeto.

    Contato

    Dúvidas sobre o Circuito?

    O Circuito de Cinema Catarinense para Crianças e Jovens – Encontros de Cinema e Educação é uma iniciativa da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

    Faça parte da nossa lista!

    Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

      Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

      logomarcas patrocinadores e realizadores
      Mostra de Cinema Infantil

      Sonia Goulart (DF)

      Sonia Goulart é educadora, Coordenadora da Conane - Conferencia Nacional de Alternativas para uma Nova Educação, membro do Comitê Coordenador do ENA- Encuentro Nuestra Escuela Educadores da América Latina e Caribe. Formação em Cinema pela UFF/RJ.

      Gilka Girardello (SC)

      Gilka Girardello. Professora Titular da UFSC, vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação. Coordenadora do Núcleo Infância, Comunicação, Cultura e Arte/ UFSC.

      Ally Collaço (SC)

      Ally Collaço é doutoranda em Educação na UFSC. Possui formação em cinema e atuou como professora de cinema por 12 anos na disciplina de cinema de uma escola privada em Florianópolis, além de ministrar oficinas para crianças, jovens e adultos por todo o país. Atualmente coordena o Coletivo Cinema de Meninas e o Projeto de Cinema ao Ar Livre em Florianópolis. Também integra o Coletivo Tecendo da UFSC, e representa SC na coordenação da Rede Kino - Rede Latino-Americana de Educação, Audiovisual e Cinema. É pesquisadora interessada nas aproximações possíveis entre cinema e educação.

      Gabriela Romeu (SP)

      Gabriela Romeu é jornalista, documentarista e escritora, especializada em produção cultural para a infância, com vinte anos de atuação em projetos que abordam temáticas infantis e desenvolvidos em diferentes plataformas. É corroteirista do documentário Disque Quilombola e dirigiu o curta-metragem documental Meninos e Reis. É diretora do projeto Infâncias (www.projetoinfancias.com.br), que documenta a vida das crianças em diferentes lugares do país e já publicou série de reportagens no jornal Folha de S.Paulo e exposições multimídia com visitação de amplo público em unidades do Sesc-SP. É autora de livros que criam pontes entre diferentes realidades infantis, como Terra de cabinha - Pequeno inventário da vida de meninos e meninas do sertão (Prêmio Jabuti 2017), Álbum de família e Lá no meu quintal - O brincar de meninas e meninos de norte a sul do país

      Rita da Silva (SC)

      Rita de Cácia Oenning da Silva nasceu no interior de SC/Brasil. Fez doutorado em antropologia estudando performance de crianças em diferentes contextos; roteirizou e dirigiu diversos filmes em parceria com Kurt Shaw (Shine a Light) entre eles The Princess in the Alleyway (2017); O Outro Lado do Outro (doc, 2019). Atualmente é diretora executiva de Usina da Imaginação.

      Ana Bárbara Ramos (Semente Cinematográfica – PB)

      É cineasta, educadora e gestora de projetos especializados na área de cinema e educação. É mestre em Letras e graduada em Comunicação Social pela UFPB, e cursa a especialização em Educação Transformadora: Pedagogia, Fundamentos e Práticas, na PUCRS. Sócia da produtora Pigmento Cinematográfico, trabalha desde 1997 com gestão de projetos de cinema: produção de filmes, mostras e seminários. Entre 2006-2010 foi chefe de Divisão do Audiovisual da Funjope; entre 2010-2012 atuou como gestora na gerência de audiovisual da Secretaria de Cultura da Paraíba. À frente do grupo Semente Cinematográfica desde 2014, desenvolve práticas educativas com o cinema em instituições escolares e culturais. Atua desde 2017 na Coordenação de Extensão do Cearte – Centro Estadual de Arte da Paraíba, desenvolvendo ações de arte e educação e formação de professores. Coordenadora da Rede Kino – Rede Latino-americana de Educação, Cinema e Audiovisual e é integrante do Núcleo de Educação Transformadora da Paraíba.

      Felipe Leal (Semente Cinematográfica – PB)

      É mestre em educação (UFPB/PB), graduado em Imagem e Som (UFSCar/SP) e faz especialização em Educação Transformadora - pedagogia, fundamentos e práticas (PUC/RS). Desde 2005, trabalha na área de cinema e educação, com práticas de audiovisual nas escolas, projetos de cineclubismo, como o CineUFSCar e o Cine São Roque (ProEx/UFSCar), em São Carlos/SP e o Tintin Cineclube, em João Pessoa/PB; e na formação de coletivos de criação cinematográfica, atuando nas áreas de direção, produção e montagem. Viveu e trabalhou em São Paulo/SP entre 2010 e 2013, atuando na produtora Filmes para Bailar com criação de filmes e prestação de serviços audiovisuais para instituições públicas e privadas, na produção de vídeos institucionais, Web TV, cobe rtura de eventos e streaming. Atualmente reside em João Pessoa/PB, onde desenvolve projetos e pesquisa sobre o nexo entre a educação e o audiovisual. É coordenador do grupo Semente Cinematográfica, professor da rede municipal de Conde/PB, membro do Núcleo de Educação Transformadora da Paraíba e coordenador da Rede Kino – Rede Latino-americana de Educação, Cinema e Audiovisual.

      Doutora em Educação. Professora Associada do Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, onde atua no Curso de Pedagogia e no Mestrado e Doutorado em Educação. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Núcleo Infância, Comunicação, Cultura e Arte, NICA, UFSC/CNPq. Possui diversas publicações sobre cinema, infância e educação.

      Maria Angélica (Programa de Alfabetização Audiovisual - RS)

      Maria Angelica dos Santos, socióloga e especialista em projetos sociais e culturais atua na Cinemateca Capitólio em Porto Alegre. Coordena, desde 2008,  o Programa de Alfabetização Audiovisual, ação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Prefeitura de Porto Alegre que desenvolve ações de exibição, reflexão e produção de cinema no universo escolar.

      Cláudia Mogadouro (Cineclube de Educadores-SP)

      Doutora e mestre em ciências da comunicação pela ECA-USP, historiadora, formadora audiovisual de professores da rede municipal de São Paulo. Criou e coordena o Grupo Cinema Paradiso (desde 1995) e o Coletivo Janela Aberta - Cinema & Educação (desde 2016).

      José Douglas Alves dos Santos (SE)

      Pedagogo e mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Doutorando em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Membro do Núcleo Infância, Comunicação, Cultura e Arte (NICA) e do Coletivo Tecendo: cultura arte educação. Fundador e colaborador da página Zensacionalista. Escritor e Desmistificador de Dálias.

      Simone Monteiro – Multirio - RJ

      Simone Monteiro é mestre em Educação (PUC-RJ), pedagoga e especialista em Alfabetização (UFRJ) e em Midia, Tecnologias da Informação e Práticas Educacionais (PUC-RJ).

      Professora da Rede Pública Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, desde 1985. No período de 2001 a 2017 atuou no nível central da Secretaria Municipal de Educação, coordenando ações nas áreas de incentivo à leitura e de Mídia-Educação. Destacaram-se neste período a criação e desenvolvimento dos Programas Rio, uma cidade de leitores e Cineclube nas Escolas. Atualmente é Assessora de Articulação Pedagógica na MULTIRIO, empresa pública municipal de multimeios em educação da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, vinculada à Secretaria Municipal de Educação, que atua nas áreas de produção de conteúdos em diversas plataformas (portal, mídias sociais, TV, rádio e mídias impressas) e de formação de professores, no campo da mídia-educação. Nossa programação é diária e veiculada pelo canal 526 da NET, além do portal e das mídias sociais digitais

      Marialva Monteiro – (Cineduc-RJ)

      Formada em Filosofia PUC RJ, e com Mestrado em Filosofia da Educação pela

      Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro. Fundadora do CINEDUC – Cinema e Educação entidade que completa 50 anos em 2020 e se dedica à formação de professores, jovens e crianças em linguagem audiovisual. Co-autora com Bete Bullara do livro Cinema: uma janela mágica na sua 3ª edição pela UFMG.

      Autora de. Educação pelo Cinema, cinema na educação com Regina Machado. in Cine Clube, Cinema e educação. Ed Praxis, 2011. Curadora: da MOSTRA GERAÇÃO no Festival do Rio de 1999/2007, Atuou como jurada em festivais internacionais em vários países como Rússia, Bulgária, Índia, França, Polônia, Venezuela, Argentina, Bolívia.

      Sandro da Silva Cordeiro

      Graduado em Pedagogia pela UFRN. Mestre e Doutor em Educação pela UFRN. É professor do Núcleo de Educação da Infância, Colégio de Aplicação da UFRN. Atualmente faz estágio pós-doutoral na UFSC. É um dos coordenadores do projeto de extensão “Práticas cineclubistas na escola da infância”. Realiza pesquisas dentro do eixo: Mídia, educação, infâncias e formação de professores.