Quinta-feira é dia de curtas na Sessão Fiesc

Quem não assistiu aos documentários catarinenses “Entre gerações”, de Chico Faganello, e “A saudade que terei”, de Kátia Klock, na abertura da Mostra de Cinema Infantil, terá a oportunidade nesta quinta-feira, 7 de julho, na Sessão Fiesc, às 9h, na sede da entidade. A sessão conta ainda com os curtas “Kafango”, de Eduardo Souza Lima, “A orelha de Van Gogh”, de Thiago Franco, e a “Mãe de Giz” de Almir Correia. 
 
“Mãe de giz” é um documentário inspirado em uma história real sobre uma menina órfã que desenha sua mãe no piso de um orfanato no Iraque. Ela tira os sapatos e deita sobre o desenho para poder sentir o amor de sua mãe morta na Guerra do Iraque. Outras meninas órfãs fazem o mesmo, e então todas sonham com suas mães.
 
“A saudade que terei”, gravado na escola Sarapiquá em Florianópolis, acompanha um grupo de estudantes do nono ano que se prepara para deixar o local. Alguns estão desde os dois anos de idade neste lugar acolhedor no meio de uma área de preservação ambiental. Daqui pra frente os caminhos serão diferentes e eles estão cheios de expectativas. 
A animação “A orelha de Van Gogh” conta a história de um proprietário de um armazém e de seu filho, que acompanha de perto os planos mirabolantes inventados pelo pai para conseguir o perdão de uma grande dívida, cujo credor é admirador incondicional do pintor Van Gogh.
Também gravado em uma escola de Florianópolis, “Entre gerações” é um documentário sobre a visita de um grupo de estudantes do ensino médio a um lar de idosos. O objetivo inicial, que era estudar história do Brasil através do cinema, acabou se transformando em uma experiência pedagógica enriquecedora.


Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    logomarcas patrocinadores e realizadores
    Mostra de Cinema Infantil