Mostra triplica público

A 11ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis está multiplicando seu público por três. Em 2011 houve 42 mil espectadores e em 2012, o número saltou para 121 mil. O aumento foi provocado pelo 2º Circuito Estadual de Cinema Infantil, que ocorreu no ano passado em 31 cidades e nesta edição está sendo realizado em 177. Já houve sessões em 66 municípios e até o final do ano o público total deverá ser superior a 200 mil com a realização da Mostra nas outras 111 localidades. 

“Para chegarmos aos números atuais foi fundamental a formação de gestores culturais que realizamos em Florianópolis em maio em parceria com a Federação dos Municípios de Santa Catarina (Fecam)”, diz Luiza Lins, diretora da Mostra. Cada gestor recebeu um kit com 44 filmes, cartazes da Mostra e camisetas para realizar uma versão do festival em seu município.

Em Santa Rosa de Lima, com 2 mil habitantes, foram realizadas sete sessões para crianças de 3 a 14 anos, atingindo 400 espectadores. Mariza Vandresen coordena o Cineclube da Prefeitura e é organizadora da Mostra local. “É uma oportunidade única, pois o cinema mais próximo fica a 70 km”, diz Mariza. Em Itapema, em duas semanas, foram realizadas sessões em 18 escolas, atingindo 8 mil espectadores. Em Chapecó, após a primeira etapa do festival, foram atingidas 2,5 mil crianças em 10 escolas.

Em Tangará, as sessões da Mostra ocorreram na Estação Ferroviária, um espaço tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). De acordo com Liziane Leidens Strey, secretária de turismo da cidade, este foi o primeiro evento cultural realizado na antiga sede da Estação, que completa 112 anos. “Como a sala é escura, conseguimos criar o ambiente de cinema”, relata. Aproximadamente 850 crianças, de 3 a 8 anos, acompanharam a programação em Tangará.

Além das sessões realizadas pelo Circuito e monitoradas pela produção da Mostra, há um número incalculável de exibições, realizadas a partir do canal infantil do site  www.filmesquevoam.com.br. A página disponibiliza os filmes para download gratuito de curtas, já autorizados para exibição pública, oferecendo o acervo da Mostra para pequenos festivais em escolas, cineclubes e outros centros culturais de todo mundo.

“Sob a perspectiva política, cabe agora à Mostra de Cinema Infantil cobrar dos dirigentes da Agência Nacional de Cinema (Ancine), a linha de crédito específica para o cinema infantil a partir do fundo setorial, o que facilitaria o financiamento e o repasse de verbas para produções do setor”, diz Luiza Lins, diretora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

A possibilidade desta nova linha de crédito foi feita por Manoel Rangel, diretor presidente da Ancine, no 8º Encontro Nacional de Cinema Infantil. Em seu discurso, Rangel enfatizou que o financiamento vai de encontro à lei 12.485, que impulsionará a produção brasileira em todos os Estados, com a obrigatoriedade das TVs adquirirem produção independente local,“estimulando o talento e a criatividade, e fazendo frente à indústria de domínio em todo território brasileiro”.

Tags:


Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    [honeypot website]

    logomarcas patrocinadores e realizadores
    Mostra de Cinema Infantil