Programação adulta continua na segunda


Dando continuidade à programação adulta, a Mostra apresenta, entre segunda e terça-feira, o seminário Educação e Audiovisual.

A partir das 8h30 de segunda-feira será exibido A educação proibida, documentário argentino feito através de financiamento coletivo e com direito de reprodução livre. O filme já foi visto 8 milhões de vezes no YouTube, apresentado em centenas de salas e baixado por milhares de pessoas. Com fortes críticas a currículos escolares e ao anacronismo da educação, ele propõe experiências de ensino diferentes e vem gerando debates em vários países. Após a sessão, o diretor argentino German Doin participará de um bate-papo com o público, mediado por Mônica Fantin, autora de Crianças, cinema e educação: além do arco-íris e parte do juri oficial da Mostra.

Às 14h, o destaque é a mesa de discussão Escola e Audiovisual. Participarão do debate o secretário municipal de Educação, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz; a coordenadora geral de Cultura e Educação do MinC, Carla Dozzi; Maria Angélica Santos, do Programa de Alfabetização Audiovisual; Fabiana Marcello, da UFRGS; e Patrícia Durães, do Clube do Professor-Cinespaço. A coordenação ficará novamente a cargo de Mônica Fantin.

O filme Sementes do nosso quintal finaliza as atividades destinadas ao público adulto na terça-feira, às 13h30. Trata-se de um documentário brasileiro que, assim como A educação proibida, também repensa a educação. Ele traz o cotidiano de uma escola infantil com propostas inéditas, em que crianças de diferentes idades convivem em encontros com música, arte, magia e cultura popular. Depois da sessão, a diretora Fernanda Heinz conversará com os presentes.

Toda a programação adulta será realizada no Cinema do CIC e pode ser visualizada neste link.

 

Deixe seu comentário