Meu pai


Álvaro, tem 12 anos, é filho único de pais separados. Está numa fase de muitas dúvidas e inquietações. Tá inseguro, se achando feio, queria crescer logo, mas tem que esperar pelo estirão. Será que o pai também demorou a ter o estirão? Acha a Bruna linda, mas não tem coragem de convidá-la para dançar. Como será que o pai fazia? Como será que o pai pediu a mãe em namoro? A mãe manda que ele pergunte ao pai. Mas Álvaro não consegue, seu pai tem um jeito estranho de dizer as coisas.

Direção: Ana Luiza Azevedo

Categoria: ficção

Estado: RS

Ano: 2014

Duração: 13’

Gênero: drama

Exibido na Mostra 2016

Deixe seu comentário