“Médico de Monstro” conquista dois prêmios: Melhor Ficção e Prêmio Especial das Crianças

“Médico de Monstro” conquista dois prêmios: Melhor Ficção e Prêmio Especial das Crianças


Três curtas nacionais foram premiados entre os 45 exibidos na 16ª edição da Mostra de Cinema Infantil. Em parceria com o Canal Futura, a Mostra concedeu R$ 5 mil para cada prêmio. “Médico de Monstro” (SP), de Gustavo Teixeira, recebeu dois prêmios: Melhor Ficção, escolhido pelo Júri Oficial e o Prêmio Especial, apontado por um júri formado por crianças. “Brinquedo novo” (RJ), de Rogério Boechat, recebeu o prêmio de Melhor Animação, também escolhido pelo júri oficial. “A roupa nova do Papai Noel” (RS), de Guto e André Bozzetti, conquistou o Prêmio Júri Popular, concedido pelo voto do público. Após o anúncio, que ocorreu no último domingo (9), os filmes vencedores e as produções feitas por crianças nas oficinas de cinema foram exibidos ao público. Em média, 15 mil pessoas passaram pela Mostra nos oito dias de festival.

“Somos uma mostra nacional. As pessoas mais importantes do cinema infantil passaram por aqui. A Mostra se firma como espaço único de cinema para criança. As oficinas para crianças e realizadores vieram para ficar. Mais uma vez, o festival surpreendeu pela qualidade dos filmes”, afirma Luiza Lins, diretora da Mostra.

Paolo Conti da Animaking e as roteiristas Vanessa Sandre e Gabriella Mancini formaram o Júri Oficial. “A animação Brinquedo Novo foi escolhida pela delicadeza no roteiro e forma que dialoga com crianças. Tocou o júri e imaginamos que iria tocar as crianças. Médico de Mostro é uma ficção incrível que nos toca por lembrar que sonhos são possíveis”, explicou a jurada Vanessa.

Formaram o Júri Especial oito crianças: João Victor Güttler Costa, 10 anos, Rafael Sabiá Pereira Carpes, 10, Maria Luiza Haas Funes, 8, Matias Carvalho Seelig, 9, Nicolas A. H. L. da Silva, 10, Valentina Gagliardo Ferreira, 10, e Manuela Gagliardo Ferreira, 7, e Sophia Hartmann Carneiro da Cunha, 8 anos.

“Estava querendo ver na tela grande e sentir o calor do público. Espero voltar com outro filme em breve”, revelou Rogério, diretor de Brinquedo Novo.

Os diretores e as crianças que integraram o elenco de “A roupa Nova do Papai Noel” também estavam presentes durante o anúncio. Elenco, produção e direção, todos integrantes de uma família, participaram no dia anterior da exibição do filme e bate-papo após a sessão. “Já me senti premiado quando assisti e percebi a reação do público. Voltei para casa comemorando. Obrigada pela votação”, disse André Bozzetti.

“Queria agradecer à equipe da mostra pela receptividade. Agradeço também pela oportunidade e experiência”, afirmou Guto também diretor de A roupa nova do Papai Noel.

“Muito feliz que a gente ganhou e eu não sei o que falar”, disse o ator Raul Bozzetti.

A animação “Camino de agua para un pez” (Espanha), de Mercedes Marro, foi escolhida pelo voto do público como o melhor filme entre os 13 curtas internacionais.

Menção Honrosa

Receberam Menção honrosa, pelo Júri Especial das Crianças, as ficções “Crisálida (SC), de Sérgio Melo dos Santos, e “Luiz” (SP), de Alexandre Estevanato.

“O menino queria aprender libras, só que o pai não queria que ele aprendesse. É um filme muito legal porque conta a história do menino que era surdo e queria se comunicar com as pessoas”, disse a jurada Sophia.

“Crisálida é a história de um menino surdo. A gente ficou muito feliz que vocês escolheram esse filme, especialmente neste ano que tem acessibilidade em todas as sessões”, disse a diretora da Mostra, aos jurados.

O Júri Oficial concedeu Menção honrosa para a animação “Caminho dos Gigantes” (SP), de Alois Di Leo, e para as ficções “No Caminho da Escola” (ES), dirigida por alunos do projeto Animação; e “O Menino Leão e a Menina Coruja” (DF), de Renan Montenegro.

 

Prêmio Amigo do Cinema Infantil

Rodolfo Pinto da Luz, presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), recebeu o Prêmio Amigo do Cinema Infantil e anunciou que o Cineclube da Mostra de Cinema passa a ser semanal, no Cinema do CIC, a partir deste mês. “Desejo que esses 16 anos se multipliquem para que as crianças continuem aplaudindo. O júri técnico confirmou o que vocês, crianças, haviam escolhido”, afirmou o representante da entidade.

Texto: Paula Guimarães
Fotos: Carolina Arruda e Kélen Oliveira

 


Deixe seu comentário