Filmes internacionais chamaram a atenção

A exibição dos curtas-metragens na Sessão Internacional revelou o quão universal é a linguagem do cinema. Sem tradução nem legendas, os filmes provenientes de países como Alemanha, Irã e Espanha foram exibidos às crianças nos seus idiomas originais, abrindo a programação da Mostra no domingo, 20 de junho. O resultado foi uma plateia atenta e com a percepção da mensagem em altíssimo nível. “Foi bem interessante e deu para entender tudo”, disse a estudante Dora, de 10 anos.

E não foram apenas as crianças que se encantaram. Jeane Rinque trouxe os filhos Igor, de 2 anos, e Yuri, de 7 anos, para acompanharem as sessões deste domingo e destacou que a projeção de filmes fora do formato padrão veiculado pelas televisões atraiu muito a atenção das crianças. “Elas acabam se habituando a um conceito americanizado de fazer filmes de ação e, para minha surpresa, mantiveram a atenção o tempo todo. Acho que a mensagem subliminar fica. Elas percebem que há crianças e culturas distintas, mas que a mensagem é única”, diz Jeane.

Durante a sessão foram exibidos os curtas “Our short tale” (de Ameneh Eslami, Irã), “Bende sira” / “Ich bin dran” / “It´s my turn” (de Ismet Ergün, Alemanha), “Photo” (de Maryam Khalilzadeh, Irã), “Jesusito de mi vida” (de Jesús Pérez-Miranda, Espanha), “Sunny day” (de Gil Alkabetz, Alemanha) e “Snowy mother” (de Peyman Nahan Ghodrati, Irã).

O domingo teve também a exibição da mostra competitiva Diversidade Brasil. Foram sete curtas-metragens provenientes do Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo que tiveram a votação do público infantil ao final da exibição. A diretora de um dos curtas projetados, Paula Santos, o “Direita é a mão que você escreve”, veio a Florianópolis especialmente para assistir à exibição de seu filme e frisou a importância de ter uma mostra específica para o público infantil. “O público mais exigente e mais difícil de se agradar é o infantil, porque é muito honesto. Acho muito importante ter um festival voltado aos pequenos, pois a maioria das mostras de cinema são voltados, na verdade, ao cineasta”, disse Paula, que já se prepara para filmar o seu segundo curta-metragem.

A sessão finalizou com a pré-estreia internacional do longa “O Segredo de Kells”. A animação dirigida por Tomm Moore foi realizada em parceria entre  produtoras da Irlanda, França e Bélgica, contando com a participação da brasileira LightStar, de Marcelo de Moura.

A animação, feita de forma tradicional, conta a história de um pequeno monge celta que mora no mosteiro de Kells, cercado por muralhas contra os vikings. Curioso, o garoto faz incursões pela floresta encantada, conhece uma criatura mágica e ajuda a fazer um lendário livro de ensinamentos. O filme foi indicado ao Oscar de melhor animação em 2010.

A sessão de domingo teve horário especial e encerrou às três da tarde devido ao jogo do Brasil no mundial de futebol. Na próxima sexta-feira, dia 25, quando a seleção canarinho entra em campo novamente nesta Copa do Mundo, não haverá programação da 9º Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, que retorna no sábado, dia 26.

Crédito das fotos: Cleide de Oliveira

[nggallery id=10]

Tags:


Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    logomarcas patrocinadores e realizadores
    Mostra de Cinema Infantil