Filmes e música na tarde deste sábado

A tarde deste sábado na 9ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis foi de movimentação intensa, com sessões de cinema e apresentação musical de Valdir Agostinho. Às 14h os presentes puderam conferir uma seleção dos melhores filmes do Anima Mundi para as crianças: “Achados e perdidos” (Lost and found, de Philip Hunt), da Inglaterra, “O garoto de argila” (Glin’ka, de Stepan Koval), da Rússia, “O rato linguarudo” (The mouse with a mouth, de Andrea Kiss), coprodução entre Bélgica, França e Hungria, e Paul e o dragão (Pultje en de draak, de Albert Hooft e Paco Vink), da Holanda.

No hall do teatro, logo na saída da sessão, Vitória, de 9 anos ainda esboçava encanto em seu olhar. Acompanhada da avó Jandira e da amiguinha Marina, de 8 anos, a menina falou sobre seu filme predileto: “Gostei do pingüim. A história dele com o amigo foi a mais legal”, conta se referindo à animação “Achados e Perdidos”, de Philip Hunt.

Enquanto se deliciava com a pipoca oferecida após a exibição dos curtas, Maria Julia de 6 anos, tecia comentários sobre o melhor filme da sessão segundo ela: “Paul e o Dragão foi muito bonito. O menino lutava contra a doença e ganha no final”. A mãe da menina, Valquíria Santana Schimidt, a trouxe pelo segundo ano consecutivo para a Mostra: “Notei que, do ano passado para cá, o evento melhorou ainda mais. Espero continuar trazendo minha filha nos próximos anos”.

Após a sessão, as irmãs Gabriela e Luiza Freitas, de 5 e 8 anos, acompanhadas da amiguinha Gabriela Tedeschi, de 5 anos, brincavam no hall do Teatro Pedro Ivo enquanto conversavam sobre os filmes que haviam assistido. O tema principal era a animação “Achados e Perdidos”, que fala sobre a amizade que surge quando um menino decide levar um pingüim perdido de volta para sua casa: “O menino ficou muito triste quando teve que se despedir do pingüim. Eles ficaram muito amigos”, comentou a menina. As mães Denise Machado e Cláudia Tedeschi estavam satisfeitas com a alegria das filhas, e já aguardavam ansiosas para levá-las à próxima sessão.

As 16h o programa apresentado foi a Sessão Diversidade Brasil, com mais seis curtas-metragens da Mostra Competitiva. Após a exibição, André Tavares, representante do Cinema Nosso, que teve outros quatro filmes selecionados para a Mostra e Tiago Mal, produtor do filme “A língua das coisas”, participaram de bate-papo com o público.

Nesta sessão também foram exibidos os filmes “A princesa do coração gelado”, de Antônio Navarro, Beca Furtado e Zu Escobar (RS); Enciclopédia, de Bruno Gularte Barreto ( RS); “Família Vegan”, do Cinema Nosso (RJ); “O imaginante quarto da vovó”, de Marcela Arantes (SP); “Eu queria ser um monstro”, de Marão (RJ); “Procura-se”, de Iberê Carvalho (DF).

No final da tarde, a criançada curtiu a apresentação de Valdir Agostinho no Palquinho da Mostra. Chamou muito a atenção dos pequenos o figurino do artista catarinense. Suas roupas customizadas são feitas de sucata, ressaltando a importância da reciclagem de lixo. Valdir é conhecido na Ilha como autor do hit “Reggae da Tainha”.

Crédito das fotos: Cleide de Oliveira
[nggallery id=23]

Tags:


Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    [honeypot website]

    logomarcas patrocinadores e realizadores
    Mostra de Cinema Infantil