Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis anuncia curtas selecionados


Festival acontecerá de 29 de junho e 6 de julho e celebra marca histórica de 18 anos sem interrupções; mostra competitiva traz 39 produções nacionais e 10 internacionais!

 

Com 49 filmes, sendo 39 nacionais e 10 internacionais, a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis anuncia a lista dos curtas-metragens selecionados para a mostra competitiva da sua 18º edição que acontecerá de 29 de junho a 6 de julho. Destaque para os as produções de Santa Catarina, com sete ao todo, ficando apenas atrás de São Paulo, com 14 selecionados. A relação completa está no final desta página. 

A Mostra Competitiva traz algumas novidades para este ano. Serão quatro premiações: do Júri Oficial para Melhor Animação e Melhor Ficção; prêmio Videocamp para o melhor filme escolhido pelo Júri Infantil; prêmio do público e prêmio internacional. Foram 118 inscritos para a seleção deste ano, resultando na participação de 15 estados e quatro países (Alemanha, Chile, Dinamarca e Argentina).

A idealizadora da Mostra e cineasta Luiza Lins destaca a presença da produção local na edição deste ano. “Santa Catarina está em segundo entre os estados que mais enviaram filmes, o que confirma a sua vocação no audiovisual para a infância”, explica. Além da presença, outro fator importante é a diversidade de linguagens e gêneros, com o predomínio das animações, além de obras de ficção e documentários.

Para a curadora Ana Lúcia Fernandez a Mostra consolida o seu papel de contextualizar a infância de acordo com o que acontece no país e no mundo e promover a inserção social por meio do cinema. E neste ano não foi diferente. “Os filmes selecionados, além de trabalharem com toda a magia e imaginação que o tema infância requer, muitas vezes levam às crianças, aos pais e educadores reflexões positivas para que transformações necessárias possam acontecer”, avalia Ana Lúcia.

A diversidade na origem dos filmes inscritos e dos temas abordados chamou a atenção da também curadora Karine Joulie. Isto é o reflexo das diferentes formas de “ser criança no Brasil e na promoção de diálogos necessários com a infância nos dias atuais. “Como a história do país trazida através das suas personalidades, a exemplo da série nacional Mytikah, com Chiquinha Gonzaga, Clara Camarão, Machado de Assis, Milton Santos, além da questão do empoderamento negro e da relação entre a infância e a natureza, entre outros.”

Uma das novidades da Mostra Competitiva é o troféu Videocamp, que premiará a produção eleita pelas crianças. O prêmio leva o nome da plataforma digital – que viabiliza a realização de exibições públicas e gratuitas de filmes com potencial de impacto –, uma iniciativa do Instituto Alana, parceiro de longa data da mostra.

A mostra este ano, assim como nas edições anteriores, respeita a classificação indicativa brasileira, uma conquista democrática, prevista na Constituição de 1988. Trata-se de uma política que tem obtido êxito em seus dois objetivos centrais: proteger os direitos das crianças e adolescentes e, ao mesmo tempo, assegurar a liberdade da expressão artística.

 

Maioridade sem perder a ternura!

E não é que a Mostra de Cinema Infantil chegou à maioridade? A edição deste ano celebra os seus 18 anos e com um feito histórico: está aí desde 2001 sem nunca deixar de acontecer em nenhum ano. Soma-se a isso a formação de uma consolidada plateia que literalmente cresceu acompanhando a mostra, bem como projetar os trabalhos de uma legião de cineastas, produtores e artistas.

Por ser festiva, a edição deste ano trará grandes surpresas ao público, a começar pela programação de filmes que será anunciada em breve. Ela se manterá totalmente gratuita, com as sessões de curtas e longas-metragens para as famílias no Teatro Governador Pedro Ivo, o projeto Escola durante a semana para turmas das redes de ensino da cidade, além de dublagem ao vivo de filmes, oficinas para as crianças, bate-papo com realizadores, lançamento de livros, distribuição de pipocas e muito mais. Outro ponto forte da programação são os debates, como o Fórum de Cinema e Educação cujo o tema será “A Criança e a Cidade” e o Encontro de Economia Criativa da Região Sul, que neste ano reunirá especialistas em animação, games e conteúdo infantil.

A diferença em relação ao ano anterior é quanto ao tempo de duração, encerrando no dia 6 de julho com… FESTA! Sim, “Festa” é o nome do espetáculo teatral e musical da premiada Banda Mirim, de São Paulo, e que será a grande atração do último sábado (6/07), às 17h, e com entrada gratuita no Teatro Governador Pedro Ivo!

Ou seja, não haverá sessões de exibição de filmes no segundo final de semana, concentrando nos dias iniciais: sábado (29/06) e domingo (30/06). “Com certeza a mostra atuou e atua para o desenvolvimento do audiovisual voltado para crianças aqui da cidade e do país. “Há um cuidado todo especial em relação ao conteúdo destinado ao público infantil em todas as produções nacionais. A Mostra contribuiu para isso, pois tem atuado também na formação de vários profissionais, sejam locais e de outros estados. E, claro, também formou o seu público, que teve contato ao longo destes 18 anos coma uma produção diversificada de temas de altíssima qualidade”, comemora Luiza Lins.

Aguardem para mais novidades e preparem-se: VAI TER FESTA no palco e na telona da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis!

 

Mostra Competitiva 2019 – Curtas Selecionados

 

NACIONAIS

  1. “A aventura da primeira bicicleta” (de Carlos Henrique da Costa, SP, ficção, 2018, 15’53”)
  2. “Bicho do mato” (de Juliana Sanson, PR, ficção, 2018, 15’34”)
  3. “Carlitos esfomeado” (de Alice Bretas, Clara Moreiras, Clara Bolsoni, Elis Cortez, João Manoel Victoria, Lívia Queiroz, Martina Martignoni e Mateus Antunes, SC, animação, 2018, 3’07”)
  4. “Cassius e Yuli – Ep. 2 Quintalzinho “ (de Eduardo Galvani e Marcos Raphael Campos, SC, animação, 2016, 3’15”)
  5. “Charlie, o entrevistador de coisas – Ep. 4 Que frio” (de Celia Catunda e Kiko Mistrorigo, SP, animação, 2019, 11’10”)
  6. “Como fazer açaí” (de Rita de Cácia Oenning da Silva, AM, documentário, 2018, 6’11”)
  7. “Como fazer uma pipa na favela” (de Kurt Shaw, PE, documentário, 2018, 1’59”)
  8. “Crianças de maré” (de Natália Corrêa, Ellan Barreto, Yane Mendes e Cidicley Ferreira, PE, documentário, 2018, 1’43”)
  9. “Dela” (de Bernard Attal, BA, 2018, ficção, 8’15”)
  10. “Dono de casa” (de Anderson Lima, MG, ficção, 2018, 8’05”)
  11. “Fora de controle” (de Maia Silva, SC, ficção, 2019, 8’52”)
  12. “Gabi” (de Claudio Furton, SP, animação, 2018, 5’)
  13. “Gildo: boas maneiras” (de Cesar Cabral, SP, animação, 2019, 2’24”)
  14. “Guacalove” (de Otávio Esser Vieira, SC, animação, 2018, 3’11”)
  15. “Guri” (de Adriano Monteiro, ES, ficção, 2019, 12’39”)
  16. “Histórias de criança: o astronauta, os dinossauros e o marciano de Marte” (de Héder Dias Godinho, MG, animação, 2018, 2’05”)
  17. “Ilhas” (de Isabella de Oliveira Suplino, RJ, animação, 2018, 8’47”)
  18. “Lé com cré” (de Cassandra Reis, SP, animação, 2018, 05’29”)
  19. “Lembramos de cor” (de Ester Harumi Kawai, SP animação, 2019, 2’23”)
  20. “Lily’s hair” (de Raphael Gustavo da Silva, GO, ficção, 2019, 14’44”)
  21. “Menina bonita de trança” (de Henrique Terra e Nival Correia, TO, ficção, 2018, 10’54”)
  22. “Mundo Ripilica – Ep. 18 Quando falta alguma coisa” (de Humberto Avelar, SP, animação, 2018, 7’01”)
  23. “Mytikah: o livro dos heróis – Ep. 01 Chiquinha Gonzaga” (de Hygor Amorim e Jonas Brandão, SP, animação, 2019, 6’52”)
  24. “Mytikah: o livro dos heróis – Ep. 07 Machado de Assis” (de Hygor Amorim e Jonas Brandão, SP, animação, 2019, 6’52”)
  25. “Mytikah: o livro dos heróis – Ep. 09 Clara Camarão” (de Hygor Amorim e Jonas Brandão, SP, animação, 2019, 6’52”)
  26. “Mytikah: o livro dos heróis – Ep. 10 Milton Santos” (de Hygor Amorim e Jonas Brandão, SP, animação, 2019, 6’52”)
  27. “Negra clara” (de Anderson Lima, BA, ficção, 2018, 5’04”)
  28. “Nina” (de Telmo Carvalho, CE, animação, 2019, 2’53”)
  29. “O resgate” (de Arthur Roedel, SC, ficção, 2018, 12’20”)
  30. “O show da Luna – T. 05 Ep. 03 Cadê os caranguejos?” (de Celia Catunda e Kiko Mistrorigo, SP, animação, 2019, 11’05”)
  31. “O som do artilheiro” (de Filipe Parolin, PR, ficção, 2018, 17’44”)
  32. “O véu de Amani” (de Renata Diniz, DF, ficção, 2018, 14’58”)
  33. “Os Carabão – Ep. 02 A seita de orgânicos” (de Henrique Neumann, SC, animação, 2016, 3’13”)
  34. “Poemas animados: quem botou o ovo na bota?” (de Vinicius Testa e Vitor Testa, MG, animação, 2018, 1’43”)
  35. “Rock Paulerinha: o galinheiro está demais” (de Marcio Nigro, Heinar Maracy e Marcelo Castro, SP, animação, 2018, 3’25”)
  36. “Tobias tatu” (de Júnia Consani, SP, animação, 2017, 1’)
  37. “Uma história das cores” (de Victor Hugo Fiuza, RJ, ficção, 2018, 14’11”)
  38. “Upside down” (de Valentin Raus, SC, animação, 2018, 2’35”)
  39. “Vivi Lobo e o quarto mágico” (de Isabelle Santos e Edu MZ Camargo, PR, animação, 2019, 13’)

INTERNACIONAIS

  1. “Anglerfish” (de Julia Ocker, Alemanha, animação, 2018, 3’37”)
  2. “Dachshund” (de Julia Ocker, Alemanha, animação, 2018, 3’37”)
  3. “Drops” (de Karsten Kjærulf-Hoop & Sarah Joy Jungen, Dinamarca, animação, 2017, 7’4”)
  4. “El niño y la noche” (Claudia Ruiz, Argentina, animação, 2017, 12‘)
  5. “Flamingo” (de Julia Ocker, Alemanha, animação, 2018, 3’37”)
  6. “Mundo de amigos – Ep. Malak y Sofia” (de Esteban Gómez, Chile, documentário, 2019, 7’53”)
  7. “Pichintún” (Karen Garib, Chile, animação, 2018, 6’56”)
  8. “Sheep” (de Julia Ocker, Alemanha, animação, 2018, 3’37”)
  9. “Sloth” (de Julia Ocker, Alemanha, animação, 2018, 3’37”)
  10. “Wings” (de Christoffer Andersen, Dinamarca, animação, 2017, 3’49”)

 

Serviço

18ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis

Quando: de 29 de junho a 6 de julho de 2019

Local: Teatro Governador Pedro Ivo Campos e Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis

Entrada: gratuita

Siga: @mostradecinemainfantil (Instagram e Facebook)

Contatos

Luiza Lins – Idealizadora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis: (48) 99980-6908

Escritório de Comunicação (Assessoria de Imprensa e Conteúdo)

Marcos Espíndola (jornalista): (48) 99981-5774

Rodrigo Ramos (jornalista): (48) 99165-6031

Maristela Amorim (jornalista): (48) 99972-2131

 

Deixe seu comentário