Conheça os longas em destaque na programação

A 13ª edição da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, que acontece de 31 de maio a 8 de junho no Teatro Pedro Ivo, traz em sua programação sessões com filmes premiados em festivais nacionais e internacionais. Entre os destaques desse ano estão O menino no espelho, longa que abre a Mostra; O menino e o mundo; Uma história de amor e fúria; Minhocas e Anina. Diretores e atores de O menino no espelho, O menino e o mundo e Minhocas estarão presentes em conversas após a exibição de seus filmes. Em Anina, uma produção uruguaia, haverá dublagem feita ao vivo.

O menino no espelho

De Guilherme Fiúza Zenha. Ficção, Brasil, 2014, 35mm, 74 min.

O menino no espelho

Pré-estreia nacional, o filme é uma adaptação do livro homônimo de Fernando Sabino e baseia-se nas memórias e fantasias de infância do escritor. No longa-metragem, um menino chamado Fernando descobre no espelho a solução para seus problemas. Seu reflexo, Odnanref, torna-se real e começa a lhe obedecer cegamente. Que criança nunca sonhou com um duplo que pudesse fazer tudo aquilo que acha chato?

No elenco, Mateus Solano e Regiane Alves são os pais de Fernando, interpretado por Lino Facioli, ator da série Game of Thrones. O filme foi vencedor do Prêmio Globo Filmes de Apoio ao Melhor Argumento no Festival Cine-Ceará de 2009 e ganhou Menções Honrosas no Cine Pe Festival Audiovisual de 2014.

O menino e o mundo

De Alê Abreu. Animação, Brasil, 2013, 35mm, 80 min.

O menino e o mundo

Animação que mistura várias técnicas artísticas como desenho, pintura e colagem, O menino e o mundo retrata questões da modernidade através do olhar de uma criança, um menino que deixa sua aldeia e descobre um mundo dominado por máquinas e seres estranhos. Na contramão de uma estética padronizada, o filme encontra uma linguagem própria que parte da simplicidade. Vencedor de vários prêmios, como Melhor Filme Brasileiro no Prêmio da Juventude da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo no ano passado, o longa vem de uma ideia cultivada pelo diretor Alê Abreu desde 2006.

Uma história de amor e fúria

De Luiz Bolognesi. Animação, Brasil, 2012, 75 min.

Uma história de amor e fúria

O filme de Luiz Bolognesi será exibido na Sessão Escola Jovem, uma parceria da Mostra de Cinema Infantil com o programa FIESC Indústria e Cultura. A história narra o amor entre Janaína e um guerreiro indígena que assume a forma de um pássaro quando morre. Durante seis séculos, a história do casal sobrevive e atravessa quatro fases da história do Brasil: a colonização, a escravidão, o regime militar e o futuro, em 2096, quando haverá uma guerra pela água.

Realizado durante os últimos seis anos, Uma história de amor e fúria é fruto de uma pesquisa com profissionais das áreas de história e antropologia. Destinado ao público jovem e adulto, o filme com traços e linguagem de HQ traz Selton Mello e Camila Pitanga dublando os protagonistas. Roteirista premiado, Luiz Bolognesi escreveu histórias como Bicho de Sete Cabeças (2001), Chega de Saudade (2007), e Terra vermelha (2009).

Uma história de amor e fúria foi o primeiro longa-metragem de animação selecionado para Annecy e o primeiro a vencer a competição desde a criação do Festival Internacional de Animação, em 1960. Também foi o primeiro filme de animação para adultos feito no Brasil.

Minhocas

De Paolo Conti e Arthur Nunes. Animação, Brasil, 2013, HD, 80min.

Minhocas

Inspirado no premiado curta homônino, Minhocas é o primeiro longa produzido em stop motion no Brasil. Na animação, Junior, Nico e Linda são cavados acidentalmente para fora da terra e levados para uma loja de reciclagem. Além de encontrar uma forma de voltar para casa, eles precisam impedir os planos de um tatu-bola que pretende transformar as minhocas em zumbis escravos.

Anina

De Alfredo Soderguit. Animação, Uruguai, 2013, 83 min.

Anina

Segundo longa uruguaio que a Mostra de Cinema Infantil exibe, Anina é baseado no romance Anina Yatay Salas, de Sergio López Suárez. No filme, a menina Anina não se dá bem com uma colega chamada Yisel. Depois de uma briga, acaba recebendo suspensão. Durante esse período, ela comenta sua vida: quem são seus pais, as vizinhas fofoqueiras, sua alegrias e medos.

Anina ganhou os prêmios de Melhor Filme e Melhor Diretor na sessão Colômbia 100% do Festival de Cine de Cartagena de Indias, além de ter sido o filme infantil vencedor do Anima Mundi de 2013.



Faça parte da nossa lista!

Receba notícias atualizadas sobre a Mostra

    Aceito receber emails da Mostra de Cinema Infantil

    logomarcas patrocinadores e realizadores
    Mostra de Cinema Infantil