banner-workshop-post

Há um interesse cada vez maior por escrever roteiros para crianças, mas escassez de material e cursos na área. A proposta destes encontros é discutir as especificidades de escrever para este público (personagens que mais interessam, temas, cenários, enredos, abordagens, humor), incluindo rica exibição de material audiovisual e exercícios práticos. O curso perpassa os gêneros animação, ficção e documentário, assim como as principais etapas do processo criativo.

A Oficina será realizada nos dias 01 e 02/07 (Sábado e Domingo), no Cinema do Centro Integrado de Cultura (Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica). No sábado das 14:00 às 18:00 e no domingo das 14:00 às 18:00. Público-alvo: voltado para roteiristas, produtores, diretores, e interessados em conhecer o que é TV de qualidade para crianças. Quantidade de vagas: 15. Workshop gratuito.

 

Conteúdo programático

01/07 – O papel da criança na sociedade ao longo da história e a valorização da infância na atualidade. Classificação das crianças de acordo com faixa etária. A criança e o consumo de TV. Ideias e temas de acordo com cada faixa etária (entender como são as crianças para criar histórias, personagens e temas que dialoguem com cada idade). Temas tabu e exemplos de como abordá-los. Conflitos adequados para cada faixa etária. Duas linhas de conflito – diálogo simultâneo com pais e com filhos. Exercício individual ao final da aula (storyline).

Personagens. Tipos de personagens mais comuns e mais adequados às histórias infantis. O que provoca empatia com as crianças? Questão de gênero e diversidade. Estereótipos dos contos de fadas. Estrutura (animação, documentário, ficção, programas educativos. Jornada do herói). Ideia x formato, suas diferenças. Exercício em grupo (sinopse e jornada do herói).

Diálogo (funções do diálogo, dicas para diálogos em projetos infantis). O papel do narrador. O papel do apresentador. A importância do brincar como linguagem. Música e som (como a música pode ajudar a contar histórias). Música e diversidade. Interatividade (exemplos de programas que estimulam a participação das crianças). Adaptação de histórias.

02/07 –  Análises de casos, com erros e acertos em programas infantis. Exercício em grupo (análise de programas infantis). Humor para crianças (Do que elas riem? mecanismos para fazer este público rir). O que é qualidade na TV? O que faz um programa ser memorável? O que as crianças aprendem com a TV?

Análise de longa-metragem retomando os conceitos estudados ao longo do curso. Exercício final (apresentar um projeto infantil para análise). Apresentação e análise dos projetos dos alunos.

 

gabriela-mancini-307x350A professora

Gabriella Mancini, 36 anos, é roteirista de cinema e TV. Desde 2012, é coordenadora de roteiros na Conspiração Filmes (RJ), onde desenvolve projetos de animação e ficção para crianças. Formada em Comunicação Social pela UNI-BH, com especialização em Roteiro no Curso Regular da EICTV, Escuela Internacional de Cine y Televisión de Cuba (2005-2007).

É repórter colaboradora do suplemento infantil Folhinha (Folha de S.Paulo) e da revista Crescer, autora do livro infantil Na Rua da Aquarela (ed. Girafinha), além de contadora de histórias e professora de musicalização para crianças. Também colaborou com a versão brasileira de Vila Sésamo (TV Cultura).

 

Inscrições Encerradas