Edição 2018 do Cineclube Infantil é lançada com exibição de filmes produzidos com crianças


Edição 2018 do Cineclube Infantil foi lançada com exibição de filmes produzidos com crianças

A edição 2018 do Cineclube da Mostra de Cinema Infantil foi lançada oficialmente em 14 de Abril, no Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), às 16h.

O lançamento contou com a estreia da Sessão Primeiras Experiências, que exibirá filmes produzidos com crianças e adolescentes em oficinas de cinema dentro e fora de escolas da Grande Florianópolis. Após as exibições houve espaço para apresentação dos projetos nos quais os filmes foram produzidos, além de debate com o público sobre os processos de produção.

Desde o último ano, o Cineclube, que acontecia no último sábado do mês, passou a ser realizado todos os sábados. A atividade gratuita tem o apoio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e será patrocinada nesta edição pela Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) e BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul).

cineclube-cinema

Os filmes exibidos trazem a marca dos processos de aprendizagem em oficinas de cinema e da experimentação com os equipamentos audiovisuais. Além disso, são difusores de narrativas das diferentes infâncias e juventudes vividas na cidade. “Recebemos muitos filmes produzidos com a participação de crianças e adolescentes que não cabem na programação da mostra profissional. A Sessão Primeiras Experiências é uma oportunidade para essas produções ganharem visibilidade”, afirma Luiza Lins, diretora da Mostra de Cinema Infantil.

Para as primeiras sessões foram selecionados nove curtas-metragens de gêneros e estilos diferentes, realizados a partir de cinco diferentes propostas e metodologias. A ideia é que sejam realizadas mais sessões de exibição de filmes produzidos a partir dos olhar das crianças. As escolas podem inscrever suas produções para exibição no Cineclube através do e-mail da coordenadora Ana Lúcia Fernandez: analuciafz@gmail.com.

Todos os filmes têm como característica principal a produção coletiva e orientada por professores e outros profissionais que ofertam as oficinas. Aquarela e A revolta dos brinquedos nasceram na disciplina de Cinema e Artes Visuais da Escola da Ilha, em 2016 e 2017 respectivamente. Ser criança na Serrinha e Lagoa da Conceição foram realizados durante a primeira edição do Projeto Inventar com a Diferença: Cinema e Direitos Humanos (UFF/RJ), que ocorreu em 11 escolas da região em 2014, em parceria com os professores.

A programação foi idealizada pela Professora Ally Collaço, que coordena oficinas de cinema na Escola da Ilha há mais de 10 anos, e pela Produtora Karine Joulie, responsável pela programação do Cineclube da Fundação Cultural Badesc. Ambas são graduadas em Cinema e Mestres em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) e também atuam em oficinas de cinema em contextos não-formais de educação.

Programação completa: 38 min. e 30 seg.

AQUARELA
Dirigido por Ally Collaço. Brasil, SC. 2016. 5 min. Animação. Livre.
Vídeoclipe coletivo, realizado por cerca de 50 alunos de oitavos e novos anos em 2016, na disciplina de Cinema e Artes Visuais da Escola da Ilha, com inspiração na música do Toquinho.

SER CRIANÇA NA SERRINHA
Realizado coletivamente pelos alunos do quinto ano da E. D. José Jacinto Cardoso. Brasil, SC. 2014. 8 min. Documentário. Livre.
Filme-carta produzido durante as oficinas do Projeto Inventar com a Diferença: Cinema e Direitos Humanos. Narra as diversas experiência de infância vividas no bairro da Serrinha, no Maciço do Morro da Cruz.

A REVOLTA DOS BRINQUEDOS
Dirigido por Ally Collaço. Brasil, SC. 2017. 4 min. Ficção. Livre.
Um garoto sonha em fazer as coisas ganharem vida, mas esse sonho vai dar em confusão! Realizado por alunos de 7-10 anos da Oficina Extracurricular de Cinema da Escola da Ilha, em 2017.

O ÚLTIMO DIA DE AULA
Dirigido por Rafael Gué Martini. Brasil, SC. 2015. 2 min. Ficção. Livre.
No último dia de aula, o tempo passa de uma maneira bem diferente. Produzido por jovens no contexto das oficinas do projeto EDUCOM (UDESC).

FORA BULLYING
Dirigido por Rafael Gué Martini. Brasil, SC. 2015. 30 seg. Documentário. Livre.
Vídeo-reportagem sobre as diversas formas de bullying sofridas na escola. Produzido por jovens no contexto das oficinas do projeto EDUCOM (UDESC).

PEQUENOS GESTOS
Dirigido por Maia Silva. Brasil, SC. 2017. 11min. Ficção. Livre.
As crianças demostram todos os valores em Pequenos Gestos, onde os pequenos heróis dão uma verdadeira aula de gentileza!

JORNADA TATU
Realizado nas oficinas do LápisLab. Brasil, SC. 2017. 1 min. Animação. Livre.
Um tatu curioso explora um território que não é seu habitat natural.

TUM E O PLANETA COMESTÍVIL
Dirigido por Vítor Rohr e Waleska R. Brasil, SC. 2017. 1 min. Animação. Livre.
O foguete de um astronauta cai num planeta desconhecido e seres muito estranhos aparecem para recebê-lo. Produzido nas oficinas do LápisLab: Espaço de Criatividade.

LAGOA DA CONCEIÇÃO
Realizado coletivamente pelos alunos do sétimo ano da E. B. M. Henrique Veras. Brasil, SC. 2014. 5 min. Documentário. Livre. Filme-carta produzido durante as oficinas do Projeto Inventar com a Diferença: Cinema e Direitos Humanos. Os jovens narram sua preocupação com a cidade, em especial com a degradação do meio ambiente no bairro onde moram, a Lagoa da Conceição.

Deixe seu comentário