Diretores debatem mercado de animação

Diretores debatem mercado de animação


Nesta quinta-feira, 5, no Centro de Inovação Acate, os diretores do longa “Tito e os Pássaros” conversam sobre a produção de cinema animado com o público adulto da Mostra

O mercado brasileiro de animação vive seu melhor momento. Em 2017, foram lançados sete longas de animação, além de outros 25 que estão em fase de produção. O mercado de séries animadas também cresceu e registrou 44 novas produções nos últimos dez anos, formato inédito no Brasil até oito anos atrás. Em Santa Catarina, a indústria de animação é um nicho de mercado em expansão.

Há 17 anos levando as produções infantis às telas, a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis vem acompanhando esse boom de mercado. Ao longo desses anos de exibição e promoção do cinema infantil, a mostra já apresentou cerca de mil filmes, sendo aproximadamente 600 produções de animação. Para esta edição do festival, que acontece até 8 de julho em Florianópolis, além da exibição gratuita de produções animadas, a Mostra vai contar com uma conversa com os diretores do longa-metragem de animação “Tito e os Pássaros”, filme selecionado na Mostra Competitiva do Festival de Annecy 2018, o maior festival de animação do mundo.

A conversa com os diretores André Catoto Dias, Gustavo Steinberg e Gabriel Bit acontece nesta quinta-feira, 5, das 14h às 17h, no Centro de Inovação  Acate (sala de treinamento), na Rodovia SC 401, Km 4, no Saco Grande. A atividade é dirigida para os adultos e gratuita. Para Luiza Lins, diretora da Mostra de Cinema Infantil, a conversa com diretores é um importante espaço de reflexão, debate e aprendizado para os pais, professores e educadores. “O cinema é capaz de introduzir temas e diferentes entendimentos e abordagens, além de servir como ferramenta didática e pedagógica”, disse.

 

 

Animação movimenta a economia e tem público cativo

A produção cinematográfica para crianças é ainda pequena, mas tem crescido nos últimos anos. Luiza Guerreiro, da Plot Kids, lembra que quando seu sócio veio para Santa Catarina para realizar o “Minhocas” (2013), primeiro longa-metragem em stop-motion do Brasil, era difícil encontrar mão-de-obra especializada. Hoje em dia, destaca Guerreiro, “temos excelente mão-de-obra, formada aqui mesmo no estado, além de produtoras que estão criando conteúdos para as principais janelas de exibição do país e do mundo. Segundo ela, Santa Catarina não ficou para trás em comparação ao crescimento da produção nacional. “Todas as pontas do mercado estão se fortalecendo aqui. Festivais, mostras,  distribuidoras, e a formação, são fatores que ajudam a fortalecer as empresas e o mercado, mas temos ainda um longo caminho para crescer, e a tecnologia é um grande vetor para esse crescimento. Um alinhamento entre setor tecnológico e economia criativa está acontecendo no estado, o que é muito empolgante”, avalia.

Para Luiza Lins, diretora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, além de mecanismos de fomento à produção audiovisual, outra importante ferramenta para o fortalecimento do mercado de animação é a abertura de espaços para exibição dessas produções e a formação de público. “Hoje é possível que as crianças brasileiras tenham referências nacionais a partir daquilo que é exibido em desenhos e filmes animados produzidos aqui. Isso sem dúvida impacta na formação dessas crianças”, analisa. Na avaliação da diretora da Mostra Infantil, a distribuição dessas produções também merece atenção especial, uma vez que a exibição ainda está concentrada nos canais de televisão. “A mostra abre um importante espaço para filmes que muitas vezes estão fora do circuito comercial, filmes que instiguem o pensamento crítico das crianças. Além disso, temos  toda uma preocupação com a curadoria da mostra, com o conteúdo e a qualidade daquilo que é apresentado, além de atentarmos a produções de diferentes estilos e linguagens”, explica Luiza Lins.

 

 

SERVIÇO

O quê: Conversa com os diretores do longa-metragem de animação “Tito e os Pássaros”

Quando: Quinta-feira, 5 de julho

Horário: Das 14h às 17h

Onde: Sala de treinamento no Centro de Inovação Acate – Rodovia SC 401, Km 4, no Saco Grande. 

Quanto: Gratuito

>> Toda a programação é gratuita. Confira no site!

 




Deixe seu comentário