Projeto “Cor da Cultura”, tema do Fórum Cinema e Educação, luta por uma educação anti-racista


“Temos o audiovisual como ferramenta na luta por uma educação anti-racista”, afirmou Maria Corrêa e Castro, da Equipe de Mobilização do Canal Futura, durante o Fórum de Cinema e Educação, que integra a programação para adultos da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. A atividade, uma parceria entre Canal Futura, Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis e Mostra de Cinema Infantil, é voltada para educadores e acontece nesta quinta (29) e sexta (30).

Numa sala da Secretaria de Educação – Unidade Ferreira Lima, professores, diretores e bibliotecários se reuniram em torno de um objetivo bem claro: se apropriar de ferramentas para levar para o dia a dia das escolas o tema “relações étnico-raciais” e, assim, consolidar uma educação anti-racista.

 

IMG_9466

 

“A cor da cultura vem trazer não somente esse momento formativo, mas também o material. Porque, às vezes, o professor tem muita vontade de abordar o assunto mas tem dificuldade em ter um material de qualidade e criativo”, pontua Waleska de Franceschi, assessora pedagógica de Artes da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis.

“Esse espaço de formação continuada é fundamental, porque é o único espaço no qual o professor vai ter essa temática”, complementa a professora de História Zâmbia Osório, que adverte: “Essa temática é para todos: tanto os negros, quanto os índios e brancos irão se beneficiar ou não da realidade.”

 

 

Sobre a Cor da Cultura

Durante anos o ensino formal brasileiro partiu de uma visão europeia para explicar e entender o mundo. A Cor da Cultura é um projeto de valorização do patrimônio cultural afro-brasileiro e de reconhecimento da história e da contribuição da população negra à sociedade. Trata-se de uma ação de formação em apoio à implementação da lei 10.639 que estabeleceu, em 2013, o ensino da temática “História e Cultura Afro-Brasileira” nas escolas públicas e particulares.

O projeto produziu o kit A Cor da Cultura, uma coleção que conta com recursos didáticos complementares, voltados para a formação de educadores das redes públicas. É fruto de uma parceria entre o Canal Futura, a Petrobras, o Cidan – Centro de Informação e Documentação do Artista Negro, o MEC, a Fundação Palmares, a TV Globo e a Seppir – Secretaria de políticas de promoção da igualdade racial.

A atuação afirmativa ocorre desde 2004, por meio de produções audiovisuais, materiais pedagógicos, ações culturais e coletivas com o objetivo de corrigir desigualdades raciais presentes na sociedade, acumuladas ao longo de anos.

Todo material pode ser consultado e baixado, livremente, no site do projeto: http://www.acordacultura.org.br.

O A Cor da Cultura está presente em 13 estados, 65 municípios, tendo formado mais de 26 mil educadores diretamente e atingido mais de 110 mil pessoas através das ações de formação e uso do kit.


Texto: Letícia Kapper

Fotos: Kélen Oliveira

Deixe seu comentário