Circuito de Cinema Infantil começa em maio e amplia atuação para RS


Além de Santa Catarina, o projeto se amplia para municípios gaúchos

circuito

A democratização do acesso a curtas nacionais continua com a edição 2018 do Circuito de Cinema Infantil, que será lançada em 9 de maio, em Bombinhas, no VIII Fórum Catarinense de Gestores Municipais de Cultura, organizado pela Federação Catarinense de Municípios (FECAM). No evento, serão entregues a gestores culturais kits contendo cartazes e DVD com seis filmes vencedores da última edição da Mostra de Cinema Infantil. Só no passado, o circuito alcançou 40 mil pessoas em 110 municípios. A edição deste ano será patrocinada pela Enercam- Campos Novos Energia S.A e Baesa Energética Barra Grande.

A proposta é ampliar esse número e chegar a mais municípios. Durante o evento, os gestores, designados pelas prefeituras ou instituições, podem assinar um termo de compromisso para recebimento do kit.

Após o lançamento em Bombinhas, a diretora da Mostra e do Circuito, Luiza Lins, irá percorrer algumas cidades catarinenses e gaúchas para realizar sessões e conversar com os professores. Será a primeira vez que cidades do Rio Grande do Sul terão acesso a atividades do circuito. A programação segue com um Seminário de Cinema e Educação para professores, em Campos Novos e região, em 11 de junho.

“A cada ano o circuito cresce mais para atender toda essa demanda por filmes brasileiros para crianças, alcançando outros estados do país”, afirma Luiza.

Nestes oito anos de circuito mais de 150 municípios catarinenses já receberam gratuitamente DVDs com recursos de libras e audiodescrição, para acessibilidade de deficientes auditivos e visuais.

Os seis filmes que compõem o DVD são voltados para o público infantil e têm classificação indicativa livre. São eles: Bola de Trapos, de Carlos Avalone (animação, SP, 2017, 4 min), Dourado, de Bernardo Teixeira (ficção, MG, 2016, 8 min), Brinquedo Novo, de Rogério Boechat (animação, RJ, 2017, 7 min), A roupa nova do Papai Noel, de Guto e André Bozzetti (ficção, RS, 2016, 10 min), Caminho dos Gigantes, de Alois Di Leo (animação, SP, 2016, 12 min) e Médico de Monstro, de Gustavo Teixeira (ficção, SP, 2017, 11 min).

Deixe seu comentário