15 mil pessoas passaram pela 16ª Mostra de Cinema Infantil

15 mil pessoas passaram pela 16ª Mostra de Cinema Infantil


A 16ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis recebeu aproximadamente 15 mil pessoas de 1 a 9 de julho. Foram exibidos 70 filmes brasileiros e internacionais, entre eles 45 curtas nacionais que concorreram à premiação. Em parceria com o Canal Futura, o festival concedeu quatro prêmios no valor de R$ 5 mil: Melhor Animação e Melhor Ficção, escolhidos pelo Júri Oficial; Prêmio Júri Popular, concedido pelo voto do público; e o Prêmio Especial, apontado por um júri formado por crianças.

Nos cincos dias de Sessão Escola passaram pelo teatro Pedro Ivo 7.200 crianças de escolas públicas e particulares. Das 88 escolas, as 62 públicas receberam transporte gratuito, fornecido pelo festival. A Mostra Itinerante permitiu o acesso ao cinema de 3.407 pessoas, entre crianças e idosos, de quatro organizações e escolas: Sociedade Espírita de Recuperação, Trabalho e Educação (Serte), e escolas básicas Intendente Aricomedes da Silva, Osmar Cunha e Herondina Medeiros Zeferino. Nos dois fins de semana da mostra, o público chegou a 4.072 pessoas. Foram distribuídos 11.900 pacotes de pipocas para quem curtiu a programação no Pedro Ivo e na Mostra Itinerante.

Pela primeira vez, a mostra ofereceu formação para realizadores: 20 participaram da Oficina de Roteiro Audiovisual para Infância. As crianças também tiveram espaço em duas oficinas: Invenção do Cinema para Pequenos Curiosos e na Introdução ao Cinema de Animação. Essas duas oficinas atenderam 23 pequenos cineastas e tiveram como resultado dois experimentos audiovisuais.

O festival sediou em sua abertura o lançamento da 62ª edição da revista Filme Cultura, da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, cujo tema é “infância, cinema e futuro”. O reconhecimento da mostra como fomentadora do cinema voltado à infância foi destaque na edição que marcou a retomada da publicação depois de três anos de pausa.

Antes mesmo de sua abertura, a Mostra realizou em parceria com o Canal Futura e Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis, o Fórum de Cinema e Educação voltado a professores da rede pública. A atividade integrou o projeto “A Cor da Cultura” do Futura, cujo objetivo é a valorização do patrimônio cultural afro-brasileiro, em apoio à lei 10.639 que prevê o ensino com essa perspectiva nas escolas.

Pelo menos dez realizadores do cinema nacional voltado à infância estiveram presentes no evento que valoriza a produção de curtas nacionais. “Somos uma mostra nacional. As pessoas mais importantes do cinema infantil passaram por aqui. A Mostra se firma como um espaço único de cinema para criança. As oficinas para crianças e realizadores vieram para ficar, e mais uma vez o festival surpreendeu pela qualidade dos filmes”, afirma Luiza Lins, diretora da Mostra.

 

Premiados
“Médico de Monstro” (SP), de Gustavo Teixeira, recebeu dois prêmios: Melhor Ficção, escolhido pelo Júri Oficial e o Prêmio Especial, apontado por um júri formado por crianças. “A roupa nova do Papai Noel” (RS), de Guto e André Bozzetti, conquistou o Prêmio Júri Popular, concedido pelo voto do público. “Brinquedo novo” (RJ), de Rogério Boechat, recebeu o prêmio de Melhor Animação, também escolhido pelo júri oficial.

Receberam Menção honrosa, pelo Júri Especial das Crianças, as ficções “Crisálida (SC), de Sérgio Melo dos Santos, e “Luiz” (SP), de Alexandre Estevanato. O Júri Oficial concedeu Menção honrosa para a animação “Caminho dos Gigantes” (SP), de Alois Di Leo, e para as ficções “No Caminho da Escola” (ES), dirigida por alunos do projeto Animação; e “O Menino Leão e a Menina Coruja” (DF), de Renan Montenegro.

 

Sessão Escola

10 sessões em 5 dias
Público: 7.200
88 escolas – sendo 62 públicas
80 viagens de ida e vinda para buscar e levar crianças das escolas públicas

 

Fins de semana

14 sessões em 4 dias
Público: 4.072

 

Itinerante

5 sessões em 5 dias
Público: 3.407

 

Sessão Fiesc

1 sessão
Público: 150

 

Texto: Paula Guimarães
Fotos: Carolina Arruda e Kélen Oliveira

Deixe seu comentário